Agentes de saúde vão acampar em frente à Prefeitura nesta quinta-feira (18)

A decisão foi tomada em assembléia nesta tarde. A categoria quer uma audiência com o prefeito.

Karla Larissa ,
Vlademir Alexandre
Agentes querem resposta do prefeito sobre retorno do abono de R$ 50.
Os agentes de saúde e endemias do município resolveram radicalizar. Nesta quinta-feira (18), os grevistas irão acampar em frente à Prefeitura, a partir das 8h, com o objetivo de pressionar o prefeito Carlos Eduardo para marcar uma audiência. A decisão foi tomada em assembléia na tarde desta quarta-feira (17).

Com a participação de mais de 600 agentes, ficou decidido na assembléia a continuação da greve por tempo indeterminado. Na manifestação desta quinta-feira (18), a categoria deverá se revezar para permanecer durante todo o dia em frente à sede do Executivo municipal.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde (Sindsaúde), Marcio Yvanncy, os agentes querem uma resposta do prefeito. “Já que todo o secretariado dele não resolveu, iremos cobrar o que o prefeito prometeu em plena [avenida] Rio Branco”, destaca.

Segundo Yvanncy, por diversas vezes a categoria tentou marcar uma audiência, mas não obteve nenhum retorno. “Quem está sofrendo é a categoria. Por nós, já teríamos encerrado a greve desde a outra vez, mas a Prefeitura não quer”, afirma.

Os agentes de saúde reivindicam o retorno do abono no valor de 50 reais, que foi retirado quando a Prefeitura atendeu ao pedido da última greve de equiparação salarial.
A+ A-