Agentes de saúde mantêm greve em Mossoró

Grevistas não aceitam ultimato da prefeita Fafá Rosado (DEM) para volta ao trabalho.

Carlos Santos,
Os agentes comunitários de saúde de Mossoró continuam em greve. Assembléia promovida nesta quarta-feira pela manhã, na sede do Sindsaúde, ratificou a paralisação iniciada na quinta (11).

"Nós sabemos que podem ocorrer retaliações, mas a categoria está firme na decisão e nosso Departamento Jurídico está a postos", afirma João Morais, dirigente estadual do Sindsaúde.

Em audiência ontem à tarde com a prefeita Fafá Rosado (DEM) e alguns auxiliares diretos, o comando de greve ouviu um ultimato: só haveria negociação se voltasse ao trabalho.

Os grevistas pedem o cumprimento de promessa de aumento salarial em 40% retroativo a agosto. Entretanto, só receberam 20% em setembro.

Hoje, em reportagem do jornal Gazeta do Oeste, a prefeita diz que "houve precipitação" dela e de alguns secret_rios, quando anunciaram o aumento. A prefeitura não teria como pagar os outros 20% a 435 agentes. Isso significa 76 reais por servidor beneficiado.

Porém o mais picaresco, é que o jornal informa em manchete o fim da greve. "Agentes comunitários de Saúde retornam ao trabalho".

Os grevistas prometem começar ainda hoje um elenco de visita a postos de saúde da cidade, comunicando a manutenção da greve e pedindo solidariedade.
A+ A-