Escolas campeãs voltam hoje à Sapucaí após apuração equilibrada

Desfile começa às 21h30 com a Estação Primeira de Mangueira, que ficou em sexto lugar.

Da redação, Agência Brasil,
Pilar Olivares/Reuters
Com o enredo "Viradouro de Alma Lavada", desfile campeão está programado para começar entre 2h30 e 3h20.

Em um ano em que o desempate definiu as quatro primeiras posições, as escolas de samba do Rio de Janeiro retornam à Marquês de Sapucaí na noite de hoje (29) para um desfile das campeãs, que deve mostrar porque a apuração foi tão equilibrada. Apenas sete décimos separaram as seis primeiras colocadas do carnaval do Rio, que terminaram a apuração na seguinte ordem: Viradouro (269,6), Grande Rio (269,6), Mocidade (269,4), Beija-Flor (269,4), Salgueiro (269,0) e Mangueira (268,9).

O desfile começa às 21h30 com a Estação Primeira de Mangueira, que ficou em sexto lugar em 2020. Campeã no ano passado, a escola manteve o carnavalesco Leandro Vieira, e fez uma releitura da história de Jesus, aproximando-o de vítimas de problemas raciais e sociais da atualidade.

O segundo desfile deve começar entre 22h30 e 22h40 e trará de volta à avenida a Acadêmicos do Salgueiro, que contou a história do primeiro palhaço negro do Brasil, cujo nascimento faz 150 anos neste ano.

Entre 22h30 e 23h50, entra na Sapucaí a Beija-Flor de Nilópolis, que teve a mesma pontuação que a terceira colocada, mas perdeu no quesito Harmonia, que era o primeiro critério de desempate. A azul e branca da Baixada Fluminense desfilou com o enredo "Se essa rua fosse minha", que falou de jornadas, peregrinações e caminhos.

A Mocidade Independente de Padre Miguel deve iniciar seu desfile entre 0h30 e 1h, celebrando a terceira posição no carnaval do Rio. O enredo da escola da zona oeste foi uma grande homenagem à cantora Elza Soares, atravessou a avenida no último carro da agremiação.

Vice-campeã de 2020, a Acadêmicos do Grande Rio está prevista para 01h30 a 02h10. A escola chegou bem perto de seu primeiro título com a homenagem a Joãozinho da Gomeia, conhecido como o Rei do Candomblé. Com os carnavalescos estreantes Leonardo Bora e Gabriel Haddad, a escola teve a mesma pontuação que a campeã, e só perdeu no segundo critério de desempate, que foi o quesito Evolução.

O enredo "Viradouro de Alma Lavada" marcou o segundo título da escola de Niterói, que contou a história do grupo musical Ganhadeiras de Itapuã, que nasce da tradição das lavadeiras. Assinado pelo casal de carnavalescos Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira, o enredo exaltou as ganhadeiras como as primeiras feministas do Brasil. O desfile campeão está programado para começar entre 2h30 e 3h20. 

Tags: Carnaval 2020
A+ A-