Servidores dos Correios decidem sobre paralisação nacional nesta quarta (12)

Os servidores reivindicam reajuste salarial de 47,77% e aumento real de R$ 200 nos salários.

Agência Brasil,
Vlademir Alexandre
Servidores rejeitaram proposta inicial da ECT, de aumento de 3,74%
Os servidores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) fazem assembléias nesta quarta-feira (12), em todo o país, para decidir se a categoria entra em greve. O indicativo de greve foi aprovado por unanimidade entre os 11,9 mil trabalhadores que participaram das assembléias realizadas em 33 sindicatos, no último dia 4.

“Hoje deve acontecer uma reunião em Brasília entre o comando de greve e os Correios. O que ficar decidido será votado amanhã”, afirmou o secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios (Sintcom-PR), Nilson Rodrigues dos Santos.

Os servidores reivindicam reajuste salarial de 47,77% e aumento real de R$ 200 nos salários. A contrapartida oferecida pelos Ccorreios e rejeitada pela categoria foi de aumento de 3,74% nos salários, R$ 0,56 centavos no vale-refeição e R$ 3,37 na cesta-básica.
A+ A-