Rio Grande do Sul registra segunda morte pelo novo coronavírus

Diagnosticado com a doença na última terça, vítima é um idoso de 88 anos que estava na UTI.

Da redação, Com informações do Zero Hora,

SELO-CORONA-100covid-mO Estado do Rio Grande do Sul registrou nesta quinta-feira (26), a segunda morte provocada pelo novo coronavírus (Covid-19). O anúncio foi feito pelo prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan, através da sua conta no twitter. De acordo com o gestor da capital gaúcha, a vítima era um idoso de 88 anos que estava internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre, o diagnóstico foi confirmado na terça-feira (24), mesmo dia em que morreu, também em função da covid-19, uma idosa de 91 anos. Ambos estavam no Hospital Moinhos de Vento.

Na postagem, o prefeito Nelson Marchezan escreveu que "óbitos não são fatos políticos ou ideológicos. São fatos tristes e a análise, de nossa parte, será sempre científica, com base em evidências".

Durante a manhã, o gestor garantiu que as medidas para evitar a proliferação do coronavírus seguirão em vigor na cidade, independentemente das falas recentes de Jair Bolsonaro. As declarações do presidente da República, no sentido de que sejam retomadas as atividades econômicas em todo o país, não serão seguidas em Porto Alegre, garantiu o prefeito. Seu argumento é de que as opiniões de Bolsonaro não estão baseadas em fundamentos científicos.

“Escutei a mensagem do presidente, mas ela não vai ter nenhum reflexo nas nossas ações. Continuamos alinhados com o governo do Estado, com municípios da Região Metropolitana e com o Ministério da Saúde”, disse Marchezan.

Tags: Brasil Rio Grande do Sul
A+ A-