Rio: dois são presos por golpe do "dinheiro preto"

Angolanos foram detidos por agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA).

Dois angolanos foram presos por agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), na noite de quinta-feira (24), no centro do Rio, suspeitos de tentar aplicar o chamado golpe do "dinheiro preto". 

Pedro Custódio Cange, 51 anos, que é policial militar em Angola; e Filipe Muabi, 47 anos, teriam tentado enganar um advogado brasileiro dizendo que tinham 5 milhões de euros em uma montanha de papel preto. Segundo a polícia, eles disseram ter pintado as notas para entrar no Brasil ilegalmente.

Em seguida, teriam pedido 10 mil euros ao advogado para comprar produtos químicos para "limpar" o dinheiro mas, desconfiado, ele chamou a polícia. Os agentes da DRFA prenderam a dupla e constataram que as supostas notas pretas, na verdade, não passavam de papel sem valor algum.

Os dois angolanos serão indiciados por tentativa de estelionato, que prevê penas de até quatro anos. O golpe, que surge como novidade no Brasil, vem sendo usado em outros países como África do Sul, Nigéria, Inglaterra e Venezuela 

Fonte: Terra
A+ A-