Quase 2,6 milhões já receberam a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600, diz Onyx

Primeiros repasses estão sendo feitos para quem já tinha conta na Caixa ou no Banco do Brasil.

Da redação, Estadão Conteúdo,

Quase 2,6 milhões de cidadãos já receberam nesta quinta (9), em suas contas, a primeira parcela de R$ 600 do auxílio emergencial a trabalhadores informais, disse o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, em sua conta no Twitter.

Os primeiros pagamentos contemplam brasileiros que já estavam registrados no Cadastro Único de programas sociais, mas não recebem Bolsa Família. Esses trabalhadores, já "conhecidos" do governo, tiveram sua análise de renda e perfil processada automaticamente pela Dataprev.

Segundo o banco estatal,  R$ 1,5 bilhão já foi pago em auxílios emergenciais a trabalhadores nesta quinta-feira (9). A Dataprev identificou 5,7 milhões de beneficiários entre pessoas registradas no CadÚnico, e quem tem conta na Caixa ou no Banco do Brasil receberá ainda hoje os R$ 600 do auxílio.

Os primeiros repasses estão sendo feitos para quem já tinha conta na Caixa ou no Banco do Brasil. Segundo informações da Caixa, o benefício já foi creditado na conta poupança de 2.150.497 clientes da Caixa, e outros 436.078 lançamentos serão realizados pelo Banco do Brasil ainda hoje.

Clientes de outros bancos ou quem não possui nenhuma conta terá criada uma poupança digital na Caixa. Nessa modalidade, será possível transferir o dinheiro gratuitamente para outra conta ou fazer pagamentos. Ainda não será possível fazer saques em espécie, para isso a Caixa ainda vai divulgar um cronograma.

A Caixa abrirá automaticamente a poupança digital para 3.113.356 brasileiros considerados aptos a receber o auxílio emergencial e fará o crédito nestas contas na próxima terça-feira (14).

Nessa modalidade, será possível transferir o dinheiro gratuitamente para outra conta ou fazer pagamentos. Ainda não será possível fazer saques em espécie, para isso a Caixa ainda vai divulgar um cronograma.

"A Caixa esclarece que não é necessário corrida às agências ou casas lotéricas para ter acesso aos recursos do auxílio emergencial", diz o banco.

Tags: Auxílio emergencial Brasil Economia
A+ A-