Pedidos de vista devem adiar votação do relatório da representação contra Renan

O relatório dos senadores Marisa Serrano (PSDB-MS) e Renato Casagrande (PSB-ES) recomenda a cassação do mandato do senador Renan Calheiros.

Agência Brasil,
Brasília - O senador Wellington Salgado (PMDB-MG) pediu vista do relatório dos senadores Marisa Serrano (PSDB-MS) e Renato Casagrande (PSB-ES) sobre a representação do P-SOL contra o presidente da Casa, Renan Calheiros, no Conselho de Ética, por falta de decoro parlamentar.

"Se não me derem vista, queria que constasse em ata sob pena de descumprimento do direito que tenho", disse.

O relatório dos dois senadores recomenda a cassação do mandato do senador Renan Calheiros. "Os fatos imputados ao senador Renan o sujeitam à perda de mandato por quebra de decoro parlamentar", afirma o relatório.

O senador Almeida Lima (PMDB-SE) leu o seu relatório com voto em separado, e recomendou o arquivamento do processo. "Recomendo que o conselho delibere pelo arquivamento da representação. Com a defesa foram apresentados documentos acerca da capacidade econômica do representado para pagamento da pensão de sua filha", argumentou.

O senador Gilvam Borges (PMDB-AP) pediu vista do relatório do senador Almeida Lima.

Por causa dos pedidos de vista, o relatório não deve ser votado hoje, já que, de acordo com o Regimento Interno do Senado, o presidente de uma comissão ou do Conselho de Ética é obrigado a conceder vista quando um senador pede.

O prazo para vista depende de decisão do presidente do Conselho e pode ser de até cinco dias.
A+ A-