Notas de 200 reais estream na cena da corrupção no Brasil

Muitas delas foram vistas entre as que estavam escondidas entre as nádegas do senador Chico Rodrigues.

Da redação,
Raphael Ribeiro/Banco Central do Brasil
Nova cédula de R$ 200, que já circula pelo Brasil, mesmo com dimensões iguais à nota de R$ 20.

Lançada no mês de setembro pelo Banco Central, as notas de R$ 200 não estão agradando. Já há um movimento, inclusive, para que elas sejam retiradas de circulação. A Defensoria Pública da União (DPU) entrou com uma Ação Civil Pública na Justiça para que o Banco Central suspenda a confecção da cédula . A alegação da ação é a "falta de acessibilidade", devido ao fato de a nova cédula ter as mesmas dimensões da nota de R$ 20.

"A inviabilização da identificação da nova cédula pelas pessoas com deficiência visual, por gerar efeitos de exclusão e prejuízo ao exercício dos direitos dessa comunidade, caracteriza discriminação por parte da Administração Pública", diz trecho da ação da Defensoria Pública da União contra a nota de R$ 200.

Como citou o colunista da Veja Machado da Costa, em sua coluna Radar Econômico, as notas do lobo-guará estrearam na cena da corrupção no Brasil. "Na operação que apreendeu 30.000 reais com o senador Chico Rodrigues (DEM), muitas notas novas foram vistas — até mesmo entre as que estavam escondidas entre as nádegas do político.

Segundo o colunista, essa era uma das preocupações de entidades de combate à corrupção — que as notas de maior valor se transformassem em instrumento de corrupção. Na Europa, por exemplo, estuda-se a extinção das notas de maior valor, como a de 500 euros.

Tags: 200 reais cédulas Chico Rodrigues corrupção
A+ A-