"Nós vamos ter que regulamentar as redes sociais", diz Lula na Europa

Ex-presidente também criticou a circulação de fake news e conteúdos nocivos em redes sociais, que teriam favorecido a ascensão de políticos como Donald Trump e Jair Bolsonaro.

Da redação,
Ricardo Stuckert
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em entrevista durante sua viagem pela Europa que é preciso regulamentar a internet.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse em sua viagem pela Europa que é preciso regulamentar a internet, criticou a "manipulação de algoritmos" por parte das redes sociais e defendeu a tributação de plataformas digitais. As declarações foram dadas em entrevista ao grupo S&D, em Bruxelas. 

"Nós vamos ter que regulamentar as redes sociais. Vamos ter regulamentar a internet, colocar um parâmetro", disse o petista.

Segundo Lula, a "manipulação de algoritmos" ameaça a democracia. O ex-presidente também criticou a circulação de fake news e conteúdos nocivos em redes sociais, que teriam favorecido a ascensão de políticos como Donald Trump e Jair Bolsonaro. Ele afirmou que Bolsonaro "conta cinco mentiras por dia através das redes sociais" e defendeu que os donos dos aplicativos devam ser responsabilizados por usos das tecnologias que promovam prejuízo a sociedade.

"Não quero ser teleguiado, quero decidir o que eu faço, o que eu compro, o que eu voto. E por isso precisamos regulamentar. Pra que alguns espertos e maldosos não tentem virar donos da humanidade através da manipulação de algoritmos", disse.

Na entrevista, Lula defendeu ainda que é necessário que os países passem a tributar as plataformas digitais.

"Hoje, por exemplo, os donos dos aplicativos no mundo inteiro não pagam nem impostos, estão quase todos em paraísos fiscais. Ganham uma fortuna e não pagam sequem imposto em nenhum estado", declarou na entrevista.

Tags: internet Lula redes sociais
A+ A-