Lula diz na Suécia que torce para que decisão sobre Renan seja respeitada

O presidente não concorda que uma eventual absolvição do senador alagoano cause uma crise institucional no país.

Agência Brasil,
Roosewelt Pinheiro
Lula quer que decisão seja respeitada.
Estocolmo (Suécia) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira (11), durante visita ao Parlamento sueco, que torce para que a decisão do plenário sobre a cassação ou não do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) seja respeitada. Perguntado qual seria a melhor decisão para o governo, Lula foi enfático: “Para o governo, o melhor é que a decisão da instituição seja respeitada”.

O presidente não concorda que uma eventual absolvição do senador alagoano cause uma crise institucional no país, como sugeriu um jornalista presente à entrevista coletiva. “Quer dizer que se absolver vai ter problema e se condenar não tem problema?”, questionou.

Para Lula, independentemente da decisão do plenário, nada impede que o Ministério Público dê continuidade às investigações sobre Renan. O senador é acusado de ter contas pessoais pagas por um funcionário de uma empreiteira.
A+ A-