Em nota, Lula e Alckmin lamentam mortes de Bruno Pereira e Dom Phillips

Restos mortais do indigenistas e do jornalista foram encontrados ontem, em local indicado por suspeito.

Da redação,
Ricardo Stuckert
''O mundo sabe que este crime está diretamente relacionado ao desmonte das políticas públicas de proteção aos povos indígenas'', diz a nota.

O ex-presidente Lula e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, divulgaram hoje (16) nota conjunta de pesar pelas mortes do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips. 

Veja íntegra abaixo:

“A confirmação do assassinato de Bruno Pereira e Dom Phillips é uma notícia chocante, que nos causa dor e indignação. Nossa primeira palavra é de solidariedade aos familiares, amigos e amigas do indigenista e do jornalista.

Bruno e Dom dedicaram a vida a fazer o bem. Por isso percorreram o interior do Brasil, ajudando, protegendo e contando a vida, os valores e o sofrimento dos povos indígenas.

O mundo sabe que este crime está diretamente relacionado ao desmonte das políticas públicas de proteção aos povos indígenas. Está diretamente relacionado também ao incentivo à violência por parte do atual governo do país.

O que se exige agora é uma rigorosa investigação do crime; que seus autores e mandantes sejam julgados. A democracia e o Brasil não toleram nem podem mais conviver com a violência, o ódio e o desprezo pelos valores da civilização.

Bruno e Dom viverão em nossa memória e na esperança de um mundo melhor”.

Luiz Inácio Lula da Silva.

Geraldo Alckmin.

Tags: Alckimin Bruno Pereira Dom phillips indígenas Lula nota pesca ilegal terras indígenas
A+ A-