Nutricionista dá dicas de atividades e alimentos para crianças na quarentena

Gerlane Lima,

Especialmente na quarentena, uma alimentação equilibrada e variada é essencial para a manutenção da saúde das crianças. Se ela é responsável, em qualquer tempo, por ajudar no desenvolvimento físico, psíquico e social, nestes dias de confinamento para enfrentar a COVID-19 torna-se imprescindível para a imunidade e a saúde mental.

A nutricionista Izabelle Oliveira, da Escola Lápis de Cor, orienta sobre como as crianças devem comer e dá algumas dicas importantes às famílias. Primeiro, é preciso ter em mente que o ideal é fazer de cinco a seis refeições diárias, incluindo alimentos de todos os grupos (proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais), oferecidos de forma variada, preferencialmente em pratos bem coloridos, garantindo uma boa oferta de nutrientes.

Beber água regularmente e praticar exercícios físicos em casa também são essenciais e complementam uma boa alimentação. "Estimule seu filho a ser ativo, com jogos e brincadeiras", orienta Izabelle. "Para oferecer uma alimentação mais nutritiva, busque sempre 'descascar mais e desembalar menos', assim você terá a natureza ajudando à saúde", completa.

A rotina também é muito importante. "As refeições devem ser realizadas em horários regulares, e devemos ter muito cuidado para que as 'beliscadas' não atrapalhem as refeições principais e comprometam o equilíbrio nutricional", alerta.

"A rotina escolar não parou, está adaptada, então os nossos estudantes continuam acessando conteúdos que incluem a alimentação, como já ocorre na escola", explica a nutricionista. Além disso, as famílias receberam receitas e orientações especiais para momentos de culinária com as crianças.

Atividades que os pais podem fazer com as crianças:

- Receitas que incentivem o consumo de novos alimentos;

- Arrumar a mesa, valorizando o momento das refeições;

- Piqueniques, arrumando o lanche na varanda ou em outro ambiente da casa;

- Estabelecer horários regulares para as refeições, influenciando na quantidade ideal consumida.

Alimentos que fortalecem o sistema imunológico:

- Frutas cítricas: acerola, kiwi, laranja, limão etc (fontes de vitamina C, antioxidante que auxilia na defesa do organismo);

- Vegetais verde-escuros e feijão: espinafre, brócolis e couve (ricos em ácido fólico, nutriente importante na formação de glóbulos brancos);

- Nozes, castanhas e amêndoas (ricos em zinco e vitamina E, que fortalecem o sistema imunológico);

- Iogurtes (recompõem as bactérias benéficas da microbiota intestinal e aumentam a imunidade).

Alimentos que devem ser evitados pela baixa qualidade nutricional:

- Balas, chicletes e pirulitos (ricos em açúcar, contribuindo para o diabetes e a obesidade);

- Refrigerantes e sucos artificiais (possuem quantidade elevada de açúcar e aditivos químicos e muitos elementos antinutricionais, podendo interferir na absorção de nutrientes);

- Salgadinhos industrializados (possuem altos teores de sódio e gordura, podendo elevar a pressão e causar dislipidemias e obesidade);

- Biscoitos recheados (apresentam grande quantidade de açúcares e gorduras, contribuindo para a cárie, diabetes, dislipidemias e obesidade).

Tags: Escola Izabelle Oliveira Lápis de Cor nutricionista
A+ A-