Educador físico orienta pais sobre melhores atividades para crianças na quarentena

Gerlane Lima,

Se a prática regular de atividade física na infância e adolescência é fundamental para o desenvolvimento comportamental e biológico, na pandemia ela é sinônimo de preservar a saúde mental. Por isso, é essencial que as famílias readequem suas rotinas em casa para garantir que os filhos continuem em movimento.

O coordenador de Educação Física do Núcleo Desenvolve, Weslley Quirino, explica que o desenvolvimento comportamental está relacionado com benefícios nos aspectos motores, cognitivos, afetivos e sociais. Como benefícios biológicos, se tem o aumento da plasticidade cerebral e a redução dos riscos de doenças metabólicas, como hipertensão, diabetes e obesidade.

"A mudança de rotina em função do novo coronavírus trouxe inúmeros desafios, principalmente o de nos mantermos fisicamente ativos", constata o profissional. "Usar a criatividade com seu filho e afastar os móveis da sala valem a pena e são fundamentais, especialmente com brincadeiras e jogos que necessitem de movimentos motores".

q

Para o educador físico, os elementos fundamentais aliados de uma boa prática de atividade física em casa são: um espaço seguro para evitar riscos de acidentes; uso de roupas leves e confortáveis; garrafinha de água sempre disponível para manter a hidratação e bons hábitos alimentares. "Dessa forma, conseguimos manter as crianças e adolescentes saudáveis e a estimulação comportamental", reforça.

No caso das crianças e adolescentes com autismo, as atividades físicas são especialmente importantes pela aquisição de repertórios comportamentais e aumento da conectividade cerebral. "Vários estudos apontam melhoras significativas na interação social, comunicação e na redução do comportamento repetitivo", explica Weslley. 

"Pesquisas também mostram que, pelo fato de apresentarem baixa atividade em algumas áreas cerebrais, a prática regular de atividade física pode aumentar a neuroplasticidade".

Dicas de brincadeiras motoras indicadas para as crianças na quarentena:

- Amarelinha;
- Boliche;
- Twister (brincadeira que mescla coordenação de mãos e pés, com cores e jogo de cintura);
- Caça ao tesouro;
- Futebol;
- Passar por baixo de cabana de lençol;
- Saltar corda;
- Morto-vivo;
- Estátua;
- Ciranda;
- Teia de aranha (com barbante ou elástico);
- Corrida de saco;
- Just Dance (série de jogos de ritmo disponíveis na internet);
- Batata quente.

Tags: atividade física educador físico infância Weslley Quirino
A+ A-