Redes sociais para profissionais da saúde: mais que um diferencial, uma necessidade

Blog SerMídia,

A influência do mundo digital no cotidiano de toda a população é algo notável. Principalmente após a pandemia, estar presente nesse meio é fundamental para muitas empresas e com a área da saúde não é diferente. No entanto, pelas suas particularidades e, principalmente, ética profissional, nem tudo que se torna viral pode ser utilizado no meio médico. Além disso, mais do que acompanhar os famosos “memes”, para esses profissionais o foco está na credibilidade.

Fábio Pontes, estrategista e especialista em Marketing Digital, destaca que, hoje, diante de um cenário “pós-pandemia” é possível notar claramente a alteração da percepção da sociedade sobre a influência digital no dia a dia. “Vivenciamos diversas mudanças em várias vertentes e a prestação de serviços na área da saúde foi um desses casos”, ressalta.

Desafios

Nesse quesito, o especialista cita que a opções infinitas desse universo podem se tornar o principal desafio. “São muitas ferramentas disponíveis e um mundo de possibilidades, como possuir e alimentar contas nas redes sociais, sites, anúncios, participações em podcasts, canais no YouTube. Então, com tantas opções, onde estar?”, questiona.

Portanto, para compreender quais iniciativas são as melhores, o principal é estabelecer claramente os próprios objetivos. “Dominar o formato ideal possibilitará, dentre outros fatores, o aumento da credibilidade no mercado, assim como o fortalecimento de sua autoridade. A busca por soluções que dialoguem com esse novo paciente é fundamental para gerar essa conexão”, completa.

 Afinal, por que utilizar marketing digital na área da saúde?

O que muitos profissionais ainda se perguntam é se realmente devem fazer parte desse universo. Fábio frisa que é importante levar em consideração as transformações pelas quais o ambiente de negócios passou nas últimas décadas, além dos avanços nas tecnologias e comunicações que foram especialmente sentidas no ramo da saúde. “Hoje, é muito pouco provável que alguém saia de casa para realizar uma consulta ou procedimento sem antes realizar uma boa pesquisa na internet. Outra questão é o sucesso no modelo tradicional de atuação passiva. É preciso proatividade para ir ao encontro do cliente e se mostrar relevante para auxiliá-lo a atingir seus objetivos”.

No entanto, tudo precisa ser feito por meio de estratégias digitais relevantes. “Elas incluem o uso correto e eficiente da internet, das redes sociais, de conteúdo de relevância e, claro, relacionamento. Além de ser uma estratégia de custo reduzido se compararmos com outros meios, o marketing digital permite uma comunicação com o cliente muito mais eficiente, rápida e personalizada”, argumenta.


A+ A-