Media training: sem comunicação, não há reputação

Blog SerMídia,

Em um ambiente organizacional, pensar a comunicação é saber que ela precisa ser planejada, executada e gerenciada de forma integrada, a partir de ações que respeitem os objetivos de cada área midiática e com base nas demandas específicas da marca e o seu público-alvo. Aos olhos dos outros, diariamente, percepções são construídas ou destruídas, com base na comunicação social e seus fenômenos contemporâneos digitais, em que a produção de conteúdo vem das equipes de comunicação, dos colaboradores, líderes, clientes e da sociedade.

Na economia a reputação de uma marca é um ativo valioso. Pesquisas apontam que, em muitos casos, pode corresponder a mais de 60% do valor da empresa no mercado. No ano de 2020, em um balanço da reputação nos negócios, as empresas Weber Shandwick e KRC Research, apontaram que a presença digital é apenas uma das razões determinantes para a reputação positiva na atualidade. Entre os demais aspectos estão a qualidade dos produtos, serviços, o respeito a privacidade de funcionários e clientes, cultura corporativa, diversidade e inclusão no local de trabalho, além da comunicação.  

No livro Teoria e Prática de Relações Públicas, que super recomendo a leitura, a profa dra Bianca Dreyer aponta, através desta pesquisa, os oito fatores que levam a comunicação e o marketing a contribuírem diretamente para a reputação de uma marca:

1. Como uma empresa responde a quaisquer crises, questões ou problemas que enfrenta;

2. A capacidade de uma empresa de se comunicar e cumprir sua missão, visão e valores;

3. As comunicações da empresa para o público;

4. As comunicações da empresa para os funcionários;

5. Os prêmios que a empresa recebeu e a participação em rankings;

6. A comunicação e a interação da empresa nas mídias sociais;

7. A participação dos líderes da organização em fóruns de negócios, conferências ou eventos do setor;

8. A presença de líderes da empresa em sites e mídia social.

Aqui, com base nas experiências práticas de educação midiática em cursos de Media Training para gestores e das mentorias de comunicação da Papo de mídias, posso somar outros fatores que impactam na construção da reputação, como:

·  A presença de líderes da empresa em entrevistas jornalísticas de credibilidade;

·  O uso das redes sociais pessoais x uso profissional;

·  A atualização de códigos de condutas éticas;

·  Além da criação e/ou manutenção de protocolos para gerenciamento de crises de comunicação, em ambientes presenciais e online.

A aplicação destes elementos exige trabalho multidisciplinar e o entendimento da importância da comunicação estratégica e das relações públicas para o desenvolvimento do negócio: um papo que não pode ficar limitado às fronteiras da sala da diretoria e do departamento de marketing. Afinal, todos nós entendemos em certo grau a importância da comunicação, mas também sentimos na pele a complexidade de sua aplicação em ambiente corporativo. Faz sentido pra você? Então compartilha este conteúdo e me indica uma marca que na sua opinião, vem construindo uma excelente reputação digital. *Erika Zuza


Tags: comunicação social comunitação digital media training papo de mídias redes sociais reputação reputação digital
A+ A-