Senador Romário, um grande representante do "time Bolsonaro"

Edmo Sinedino,

O idiota do Romário, que os "eleitores" ignorantes do Rio de Janeiro elegeram para o Senado Federalr, mas não quiseram prefeito, nunca me enganou. Certa vez ele disse que o "Pelé calado era um poeta". Apesar de nunca ter sido fã das posições do rei do futebol, diria que politicamente ele nunca agiu como um biltre ao nível do ex-centroavante e se falasse por duas horas seguidas não seria tão infeliz quanto o boçal senador.

Pelé, como gente, como atleta nem precisa dizer, apesar de seus erros na vida particular, nunca desceu tão baixo quanto Romário, esse envolvido em vários escândalos ao longo de sua carreira, denunciado por recebimento de propinas pelo ex-governador Sérgio Cabral, já foi investigado por movimentações suspeitas na conta de uma irmã, e por suposto uso idevido de verda destinada à atividade parlamentar e vários outras coisas protegidas pelo fato de ser senador da república.

Em acordo de delação premiada com a Polícia Federal, o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, relatou que o PMDB (hoje MDB) teria pago, de forma indevida, o então senador Romário (Podemos) — na época do PSB — para que ele, supostamente, apoiasse a candidatura de Luiz Fernando Pezão, no segundo turno das eleições de 2014, para o governo do Rio.

Não mais se falou, mas o ex-jogador foi, ou ainda está sendo investigado pelo Ministério da Fazenda por movimentações financeiras suspeitas na conta de sua irmã, Zoraidi de Souza Faria que viu seu plano previdenciário aumentar numa conta do Banco do Brasil de R$ 700,00 para R$ 4,8 milhões após um empréstimo de Romário. Não bastasse isso, entre os anos de 2015 e 2016 Zoraidi recebeu um empréstimo de R$ 6 milhões da RSF Empreendimentos, empresa que tem a mãe do senador Romário como sócia.

Aí ele vai para um programa de idiotices e afirma que o govermo Bolsonaro é melhor que o do PT. Uma "merda do caralho", foi o que falou o boca suja, diante da crise em que o país atravessa por conta de apoio de políticos desclassificados como ele. No governo do PT talvez ele estivesse preso, quem sabe...

O Romário, não poderia ser diferente, faz parte do time do antibrasileiros estrelados, que formam um time de analfabetos políticos ou aproveitadores, capitaneados por ele que tem Meymar, Felipe Melo, Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo Nazário, Bebeto, Marcos e tantos outros insanos que pouco estão se importanto com o desemprego, fome e inflação que domina o cenário do Brasil no governo do genocida.

Normal, então, que ele defenda o time da Rachadinha, da familícia e de tudo que eles representam: mandos dos donos do poder, misoginia, homofobia, racismo, desmatamento, boicote à educação e cultura e entrega das riquezas e empresas do Brasil ao capital estrangeiro. Enfi

Enfim, esse Romário "exemplo" já foi preso por atrassar pensão dos filhos, já se envolveu em briga com companheiros de clube, deu cabeçada num companheiro durante uma partida da seleção e nunca foi um profissional que pudesse ser apontado como exemplo de coisas postiivas, muito pelo contrário, sempre. Sem dúvida nenhuma, um grande representante do "time Bolsonaro".

*Foto: reprodução/Gazeta Esportiva

verme123_09


Tags: bolsonaro brigas cabeçada marcos mulheres romario
A+ A-