Salton ganha na Justiça direitos federativos de atletas; mas, e a FIFA, a prática não é proibida?

Edmo Sinedino,

Vi a matéria sobre o acordo na Justiça entre Giscard Salton e ABC. A cessão, pelo clube, de parte dos direitos federativos de jogadores. Deixa eu entender. O empresário veio para Natal, encheu o ABC de jogadores de baixo nível, claro que deve ter ganho belos percentuais nas transações, vai embora, o clube fica endividado, rebaixado e, passado algum tempo, ainda tem que fazer esse tipo de acordo.

Minha gente, aonde vamos parar? Falo sobre isso quase todo santo dia. As murrinhas vêm, caríssimos, as promessas vão e o ABC fica, tão somente, com o prejuízo causado pelos contratados, inclusive depois com dívidas trabalhistas em processos injustos. Sobra percentuais ínfimos dos atletas negociados, que depois pode até perder, dependendo do acompanhamento.

Olha que absurdo o resultado do processo: Saltn passa a ter 10% de Jerferson, 5% de Fernandinho, 10% de Jhonata, 10% de Alison. Esse Fernandinho, se não me engano, é o Fernando Henrique, que já jogou na seleção e teve na mira de grandes clubes da Europa, tem 19 anos. O ABC tem apenas 20% dos direitos federativos sobre ele. 

Uma negociação que, em seu nascedouro, tenho certeza, pouca gente tomou conhecimento, ou quem tomou calado ficou. A justiça entendeu que não houve vínculo entre as partes, mas "prestação de serviço". É irônico demais. 

Lei da FIFA

Uma perguntinha: Giscard Salton é "terceiro", como é que ele pode ter direitos federativos de jogadores?

Veja abaixo

Desde 2015, o artigo 18 do RSTP estava em vigor da seguinte maneira: os direitos econômicos dos atletas não poderiam estar sob o controle de terceiros, apenas clubes estariam aptos e envolvidos nas transferências de jogadores. 

Houve uma mudança recente, determinando que os jogadores não seriam considerados "terceiros" em negócios que envolviam eles próprios. Mas a determinação da FIFA continua valendo, e sendo assim, Giscard não pode ter esses percentuais e, mais grave, o ABC pode ser punido pela entidade máxima do futebol.

Com a palavra, e os cuidados, o departamento jurídico do clube.


Tags: abc fifa giscard salton prestacao servico
A+ A-