Picaretas, falsos pastores, dando golpes no futebol

Edmo Sinedino,

falsos123_09As pessoas acham que não, mas ainda existe muita gente inocente no futebol. Isso mesmo, até presidente de clubes tradicionais, centenários se tornam presas fáceis. O canalha, embusteiro, sabendo disso, se achega, joga uma conversa bonita, bíblia ensebada nas mãos, se dizendo pastor, manchando o nome de pastores decentes que existem, e joga sua conversa fiada, desfia seu rosário de mentiras.

O dirigente, de boa índole, acredita. Ele diz que vai montar uma equipe Sub 23 top. E que em pouco tempo vai formar uma base para que o profissional não precise gastar tanto em contratações. O ideal de todo mandatário. Vários contratos são feitos, inclusive o do picareta. O clube fica refém do bandido travestido de treinador e de empresários de seus “craques”.

O golpe está dado. Nesse caso específico me refiro a um bandido conhecido. O safado já deu golpes em outras praças, mas não sei, talvez com a interferência do belzebu, capeta, demo, diabo,coisa ruim, chifrudo, que anda do lado deles, só pode, continua a enganar a boa fé de pessoas com um nível de inteligência, não se enganem, bem elevado.

O patife, pústula, nada sabe de futebol. Se diz treinador, mas não consegue diferenciar o que seja um atacante de um defensor. Vive de decorar textos para, nas entrevistas, enganar, também, os trouxas da imprensa, e assim vai seguindo. Costuma de aproximar de inexperientes profissionais e jogar seu repetitivo papo furado na tentativa de angariar aliados e elogios.

Aqui em Natal já é bem a segunda ou terceira vez que esse estelionatário dá golpe. Já esteve em Mossoró. Como eu gostaria de dizer seu nome, sacudir um aviso contra esse bandido enganador, mas, infelizmente, esse tipo de coisa é feita sem que se deixe rastros e não posso provar o que todo mundo sabe.

Um clube já endividado, em crise, ainda tem somar um prejuízo de mais de R$ 200 mil reais. Resultado nenhum, jogador algum sequer servindo para ficar na reserva na temporada que se inicia. Uma lástima! E não se enganem: ele não está só. Pelo bem do futebol, desconfie desses crápulas enfatriotados com seus paletós bolorentos e fora de moda que, com a bíblia na mão, conseguem enganar muita gente misturando, de forma exagerada, futebol e religião.

Não generalizemos, pois existe, também, gente boa falando de Deus e ensinando futebol.


Tags: biblia bolorentos falsos pastores peletos
A+ A-