O terceiro zagueiro em campo após o segundo gol

Edmo Sinedino,

abkoba_09Certas coisas no futebol, nunca vou entender e quando acontecem, se repetem, nunca deixo de criticar, caso contrário me sentiria omisso. Hoje, me chamou a atenção uma mexida do treinador do América, Paulinho Kobayashi.

Gente, bastou o América marcar o segundo e ele sacou um meia de ligação, bom jogador, para fazer entrar um zagueiro, passando a atuar no esquema, para mim, ultrapassado, de 3-5-2. Dessa vez não houve castigo. O Globo estava muito mal.

Não, não estou tirando o mérito da vitória do América ao dizer que o Globo foi mal, não. Só que, 2 a 0, mandando na partida, qual a necessidade de mais um zagueiro? Para soltar mais os alas? Mas não é para isso que o time entra com com dois volantes que marcam?

Porquê o América melhorou nos últimos jogos? Simples: joga com dois volantes de bom passe, e de saída, e dois meias. Completando o acerto dois atacantes, um que anda pelos lados do campo e o homem de área. Simples assim.

Com César Sampaio, com Leandro Melo (que já saiu), com outro volantão lento e pesado que tinha, evidente, residiam os problemas de falta de chega da time rubro. Não precisa de um terceiro zagueiro, talvez, sim, mais gente para fazer a bola chegar na frente e marcar mais gols.  O jogo oferecia.

*Foto: Canindé Pereira/AFC

Tags: america cesar sampaio leandro melo paulinho kobayashi volantao
A+ A-