O nosso futebol segue assim como o ditado da "cantiga da perua"...

Edmo Sinedino,

jackson_09Vocês já prestaram atenção? Entra ano e sai ano e nossos dirigentes não apresentam nada de novo - planejamento, investimentos, parcerias ou ações diferentes. Sempre a mesma coisa: contratar, contratar e contratar. É a "cantiga da perua" de Jackson do Pandeiro.

E chegam aqui, no escuro, treinadores, jogadores, executivos de futebol, alguns até vão embora de forma sigilosa, para que não hajam cobranças pelos erros cometidos.

O futebol de nosso Estado se resume em contratar e esperar que o time dê sorte, que o treinador não seja mais um enganador e que venham os títulos para acalmar a sanha dos torcedores.

Assim como os clbues, nada de novo no front da FNF de José Vanildo. Absolutamente nenhuma ação diferente do que estamos acostumados. Por falar nisso, ele já deve estar preparando o concurso da musa e auecendo o Cajuíno para propaganda do Campeonato.

Este ano, por obra e graça de pessoas da tevê, a Band, nosso campeonato tem a novidade de uma transmissão profissional. Caso contrário seria outro certame opaco, daqueles que o torcedor não sente a mínima saudade quando acaba.

Em Mossoró, sem o Baraúnas, a eterna pendenga da interdição do Nogueirão; por aqui, o abandono do JL e a continuação do Alecrim centenário fora da disputa da Primeira Divisão. Nada muda mesmo.


Tags: abc alecrim america fnf futebol
A+ A-