O Ceará está em "outro patamar"

Edmo Sinedino,

O Ceará veio a natal com parte de seu elenco campeão Brasileiro Sub-23 e alguns jogadores recentemente contratados,  casos de João Ricardo, goleiro, Jordan, zagueiro, William, volante e o meia Marlon. Os dois últimos foram utilizados no segundo tempo. Empatou de 1 a 1 em partida de estreia de ambos na fase inicia da Copa do Nordeste.

Oito jogadores receberam férias no final da Série A, com o Vovô classificado para a Sul Americana - zagueiros Tiago Pagnussat e Luiz Otávio; lateral Bruno Pacheco; volantes Charles, Fernando Sobral e Fabinho; meia Vina; e atacante Cléber.

O time que começou jogando contra o ABC foi assim: Richard, Eduardo, Klaus, Gabriel Lacerda e Keklvin; William Oliveira, Pedro Naresi, Wescley e Marlon; Felipe Vizeu e Saulo.

As mudanças feitas.

Pedro Naresi - William 

Wescley - Victor Jacaré

William Oliveira - Geovane

Saulo Mineiro - Rick.

O Ceará cresceu, hoje é time de Série A, de campeonato internacional, está em outro patamar, como diria o outro. Foi campeão brasileiro Sub-23 com a receita salvadora de investir nas bases. Recentemente o clube lucrou quase R$ dez milhões de reais somente com a negociação do jovem valor Arthur Cabral.

Por aqui, definitivamente, tanto faz ABC ou América, os garotos da base não têm vez. Quando muito entram quando faltam pouco menos de dez minutos para o final da partida. E os nossos dirigentes, calados, omissos.


Tags: abc arthur cabral bases ceara copa do nordeste
A+ A-