Flamengo perde muitos gols, mas vence o Coritiba, para desafogo de Rogério Ceni

Edmo Sinedino,

Uma noite de sábado como se o torcedor do Flamengo entrasse no túnel do tempo. Pressionado após a eliminação na Copa do Brasil, o time de Rogério Ceni ativou a versão 2019, atropelou o Coritiba no Maracanã, pela 22ª rodada, e dormirá na liderança do Brasileirão.

O 3 a 1, com gols de Bruno Henrique, Arrascaeta e Renê - Mattheus descontou - foi pouco, nas palavras do próprio goleiro adversário, para um time que finalizou quase 30 vezes e cansou de perder gols. Astral renovado do lado carioca, e sufoco no Z-4 do lado paranaense.

O Flamengo entrou com o que Rogério Ceni tinha de melhor, a vitória era muito necessária nesse momento de incertezas. Os jogadores foram poupados, substituídos, apenas quando a partida já estava decidida. O rubro-negro ainda tomou um gol, pecado na lentidão de sua defesa, e voltou a desperdiçar muitas chances, principalmente o Bruno Henrique.

Com o resultado, o Flamengo chega aos 39 pontos em 22 jogos, e é o primeiro da classificação. Para terminar a rodada nesta posição, precisa ligar o secador no domingo contra o Atlético-MG, que tem 38 e visita o Ceará, o Internacional, que tem 36 e recebe o Fluminense, e o São Paulo, que pega o Vasco no Morumbi.

O duelo com o Grêmio, pela 23ª, foi adiado por conta dos confrontos com o Racing, pela Libertadores. Nesta terça-feira, a equipe inicia as oitavas de final em Buenos Aires.


Tags: atletico coritiba flamengo internacional libertadores racing
A+ A-