Flamengo passa vergonha no Equador e toma goleada de 5 a 0

Edmo Sinedino,

Vergonha parecida, somente a da seleção brasileira diante da Alemanha. Como já conheço a torcida do Brasil, bem sei como vai render esse 5 a 0 que o Flamengo tomou do Independiente del Valle, no Equador. 

Surpreso estou com o número de gols, mas não com o rendimento do Flamengo que vinha caindo a olhos vistos, tudo fruto dessa maneira maluca de fazer futebol mexendo na equipe em toda partida, marca do treinador espanhol.

Me lembrei agora do presidente do América, Leonardo Bezerra, que trocou de treinador em duas oportunidades, "antes que fosse tarde demais". É o que acho que a direção do time carioca tem que fazer, e olha que não sou adepto dessa maluca e frenética troca de cadeiras em clubes do Brasill.

Falar do jogo? Antes de fazer o primeiro gol, o clube equatoriano já tinha criado pelo menos umas quatro ou cinco situações de gol, o Fla nenhuma. Tudo bem, o César andou aceitando alguns chutes defensáveis, mas o que foi apresentado pela equipe de Dome era para isso mesmo. 

Feliz adormece e amanhece a torcida arco-íris do Brasil. Agora, se preparem, a imprensa do Brasil vai passar a encher a bola de Caicedo e Cia.

São Paulo

O outro tropeço da noite, esse não tão feio, foi do São Paulo, no empate de 2 a 2 diante do Ríver Plate. O tricolor abriu o placar, tomou a virada e voltou a empatar. Foram dois gols contra favorecendo o tricolor. Parece que vou repetir uma frase que sempre escrevo em tempos de Libertadores: equipes do Brasil tremem na competição.

Copa do Brasil

O Botafogo venceu o Vasco de 1 a 0, gol de Matheus Babi. Como já havia acontecido na partida pelo Brasileiro, o Fogão foi melhor o tempo todo, menos intenso, mas melhor. Dessa vez o Vasco não contou com as benesses de Diego Cavalieri, Gatito jogou. No outro jogo da noite, o Juventude, aquele mesmo time fraco que enfrentou o América, venceu o CRB de 2 a 0, em casa.


Tags: copa do brasil equador flamengo libertadores
A+ A-