Fifa nega botados sobre cancelamento da Copa das Confederações

Edmo Sinedino,

Foto: site da Fifa

fifa_09

Terrorismo, ameaças, golpismo,  tudo isso é coisa de fascista.

Um governo legitimado pelo voto não pode sofrer ameaças.

O direito de manifestação é sagrado, é da democracia, mas é preciso tomar cuidado quando a violência se torna arma de "negociação".

Violência sempre foi arma dos extremismos de direita e esquerda.

O Brasil não precisa disso, e o povo não pode deixar que o envolvam em atos antidemocráticos.

A FIFA desmentiu oficialmente boatos de que estaria pensando em cancelar a Copa das Confederações.

Lembro dos boatos e mentiras inventadas antes do golpe de 1964 e de todos os golpes já dados contra a democracia.

Abaixo, nota da Fifa:

Comunicado da FIFA sobre a Copa das Confederações

Nós reconhecemos e apoiamos a liberdade de expressão e o direito de manifestar-se de forma pacífica e condenamos todas as formas de violência. Estamos em contato constante com as autoridades locais e temos total confiança nas medidas de segurança implementadas.

Nós continuaremos a monitorar a situação. Em nenhum momento a FIFA, o Comitê Organizador Local (COL) ou o Governo Federal discutiram ou sequer consideraram o cancelamento da Copa das Confederações da FIFA.

Estamos em contato constante com as partes envolvidas, incluindo as equipes, e os manteremos informados sobre todas as medidas tomadas. Nós não recebemos qualquer pedido, de qualquer equipe, relativo a deixar o Brasil.


Tags: brasil copa das confederacoes fifa
A+ A-