E segue o jogo...e segue o racismo

Edmo Sinedino,

Um branco comete ato racista, deplorável, demonstrando ódio ou deboche, muitas vezes com sangue nos olhos e colocando esse racismo em comentários que nada tinham a ver. Depois, quando a a injúria repercute, a coisa se torna sem controle, o branco racista normalmente se assusta com a dimensão dos problemas que sua discriminação provoca,  se assusta e pede desculpas publicamente ao negro agredido. É assim quase todos os dias no Brasil e em vários lugares do mundo.

Foi o que aconteceu com o jogador Marinho, tratado de forma deplorável, sendo mandado para a "senzala" por ter sido expulso numa partida de futebol, algo perfeitamente normal para quem entende a adrenalina do futebol e do envolvimento dos jogadores que se importam.

E mais: na minha opinião, uma expulsão exagerada.

A Rádio Energia 97FM anunciou nesta sexta-feira que afastou o comentarista Fábio Benedetti, conhecido como Chef Benedetti, mas será que quando o assunto for esquecido pela mídia ele não estará de volta...?


Tags: adrenalina branco desculpas futebol marinho racismo
A+ A-