De Arrascaeta é o craque do jogo; brasileiro gosta mesmo de estrangeiros...

Edmo Sinedino,

Eu não digo que esse futebol é louco mesmo. Arrascaeta foi eleito o melhor jogador da partida e ganha o automóvel no valor de R$ 200 mil. A CBF escolheu usando seus embaixadores e voto popular. Para mim, o gringo não foi nem o quatro melhor da partida. Decisão da torcida.

Primeiro, absoluto, o goleiro Diego Alves, de quem nem sou tão defensor. Mas o cara foi tudo. Fechou o gol no tempo normal, assim como Weverton, e foi decisivo nas penalidades, pegando três cobranças. Como se comete um absurdo injusto dessa natureza?

Passem o jogo todo a limpo de novo, Arrascaenta marcou um gol bonito, mas comum, perdeu outro chutando por cima, e quase não apareceu na articulação de jogadas que deveria ser seu ofício. Discreto, e Diego Ribas, Gerson e até mesmo o Ewerton Ribeiro apareceram bem mais.

Melhor em campo, jogo jogado, como costumo dizer, o Raphael Veiga, do Palmeiras, absoluto, não só pelos gols, mas pelo que construiu a partida inteira. Como o time dele perdeu, claro, não tem prêmio para perdedor, o que é absolutamente errado, Diego Alves seria o ganhador. 

Eu nunca vi um país para se dar tanta moral para estrangeiros como esse Brasil, como esses cegos da bola de meu Brasil.

Reproduzo a escolha absurda:

A votação foi acirrada com quatro representantes escolhidos pelos Embaixadores da Competição. Djalminha votou no goleiro Weverton, do Palmeiras, devido suas defesas cruciais para levar o jogo aos pênaltis e, pelo lado Rubro-Negro, escolheu o Diego Ribas. Já o Zinho deu seu voto ao vencedor Arrascaeta e, pelo Palmeiras, Raphael Veiga recebeu a indicação. Por voto popular, através do twitter oficial da CBF, o meia foi decretado o Craque do Jogo e levou para casa o Kia Sportage.

*Foto: site da CBF

arrascarro_09

Tags: diego alves gerson raphael veiga weverton
A+ A-