Contratações do América, volta do futebol e política em tempos de desespero

Edmo Sinedino,

Falei, escrevi sobre as contratações que o América vai fazer. Quem conhece Roberto Fernandes sabe bem disso. O clube rubro ainda não confirmou oficialmente, mas jogadores como Augusto, ex-Santa Cruz e Rogerinho (Atlético/CE), dois já haviam sido anunciados antes da paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus e seus  nomes aparecem no BID da CBF.  Elias (que estava no São Luís/RS), também é dado como certo, além do volante Felipe Guedes.

Estruturado, confiando, talvez, no esquema que parece já tem montado, o presidente do América, Leonardo Bezerra fez postagem no twitter elogiando a decisão do governo do Ceará que resolveu liberar os treinos das equipes. Vale lembrar, no entanto, que a capital Fortaleza estava em lockdown desde o dia 8 de maio e foi confirmada uma tendência e estabilização na curva epidêmica.

Infelizmente, o mesmo não se dá por aqui. O prefeito Álvaro Dias, em campanha, não tem coragem de tomar essa medida, necessária, para não contrariar comerciantes e empresários, assim como a governadora Fátima Bezerra. A disputa política entrou em campo para atrapalhar. Fernando Mineiro, em plena crise, lança, à revelia de outras lideranças do PT, creio, o nome do senador Jean Paul Prates à prefeitura de Natal.

Como se já não bastasse o pouco caso, o abandono e pouco caso do presidente Jair Bolsonaro, responsável pela maior crise política e de saúde que o Brasil já enfrentou, recebendo críticas contundentes em toda a parte do mundo civilizado.


Tags: america ceara futebol leonardo bezerra pandemia volta
A+ A-