A vitória dos atletas

Edmo Sinedino,

Leio no blog do Andrei kampff, do Uol, a vitória dos atletas contra a tentativa de retirada dos direitos adquiridos. Os atletas até chegaram a ameaçar greve,  o que seria inédito no Brasil.

Uma boa vitória. Os atletas podem, a partir, dessa primeira conquista com mobilização ter uma parcela maior de participação na vida do futebol brasileiro, influenciando mais, quem sabe, até na escolha dos mandatários de federações, clubes e até CBF.

O movimento de união dos atletas conseguiu manter direitos importantes para a imensa maioria da categoria. 

Os artigos 6 e 7 tratavam da cláusula compensatória -queriam acabar com a multa rescisória sem justa causa.

O artigo 6 baixava a multa pela rescisão para 50% do valor no contrato. Absurdo 1.

E o artigo 7 determinava que esse pagamento ainda poderia ser parcelado. Absurdo de número 2.

Os dois artigos foram retirados do PL, que voltará a ser analisado pelo Congresso, ainda sem data prevista. 

Desde quando o PL 2125 foi apresentado pelo deputado Arthur Maia (DEM-BA), em abril, os atletas se uniram em um grande movimento. 

Vídeos, cartas e postagens nas redes sociais pediam um maior debate sobre o projeto, e que eles fossem ouvidos. 

O Projeto que tem como objetivo principal suspender a obrigação aos clubes dos pagamentos das parcelas do Profut por 180 dias, traz embutido outras questões importantes.


Tags: atletas greve outras profut questoes
A+ A-