Jogadores do Baraúnas amargam dois de atrasos de salários

Edmo Sinedino,

A situação do Baraúnas é muito delicada.

Os jogadores do Leão, em disputa da Série C do Brasileiro,  estão sem receber salários.

Dois meses que o plantel não vê a cor do dinheiro.

A explicação da direção é que não foram repassados os valores prometidos pela prefeita Cláudia Regina, às voltas com um processo de cassassão, e da própria CBF.

Os dirigentes, dizem, estão procurando resolver os problemas mais emergenciais.

O time do Bairro Doze Anos vai enfrentar o Rio Branco do Acre, na Arena da Floresta, jogo marcado para sábado.



Índio, finalmente, volta a treinar no CT Abílio Medeiros

Edmo Sinedino,

A imagem da reportagem do programa Arena da tevê Ponta Negra mostrou, eu vi e acreditei.

O atacante Índio Oliveira, alvo de polêmicas repetidas nos últimos dias, voltou a treinar.

Ele chegou na terça-feira, faltou ao treino da quarta-feira, mas nesta quinta compareceu e trabalhou.

Falta a direção do América falar sobre o que vai resolver com relação ao atleta.

Se ele vai ser multado, ter contrato suspenso, perdoado, e também precisa ser dada explicação sobre o caso do doping.

Muita coisa envolvendo um jogador, promissor, e que tem só 19 anos.



Cléo está voltando...

Edmo Sinedino,

Depois da cirurgia de apendicite, de urgência, o atacante Cléo está de volta aos treinos do América.

Uma das boas novas desta quinta-feira.

O atleta realizou uma atividade física e em alguns dias deve iniciar os trabalhos com bola com os demais jogadores do elenco americano.

Ao atacante está fora de combate desde o Campeonato Potiguar, quando fez bons jogos e gols que conquistaram o torcedor.



A desqualificação do ABC

Edmo Sinedino,

Os absurdos do futebol.

O América venceu de 1 a 0, e fazendo uma partida de envergonhar. Mas ganhou, todos os cegos perdoam.

O ABC, jogando bem, criando até boas oportunidades e tomando gols em, falhas individuais, e até prováveis irregularidades.

E mais: teve coragem., saiu para o jogo, equilibrando em vários momentos a partida.

E por último: contra uma equipe da Série A, qualificada, de folha salarial altíssima e jogando no Serra Dourada, campo de 110m x 70.

Mesmo assim, a equipe está sendo desqualificada pelos próprios torcedores.

Kamikases!

Então, é hora de mudar tudo? Troca treinador, monta um novo time?



Waldemar Lemos fala sobre a derrota para o Goiás

Edmo Sinedino,

O técnico Waldemar Lemos falou sobre o resultado do jogo diante do Goiás. E eu concordo com suas colocações.

Veja abaixo:

“Esse não era o placar que esperávamos. Começamos muito bem o jogo, marcando certo e saindo em velocidade e criamos boas chances de definir a partida. Acabamos sofrendo um gol e acho que o time sentiu um pouco. Continuamos jogando, mas depois sofremos aquele segundo gol, que o nosso goleiro estava com a bola, e o terceiro no pênalti, que também fiquei em dúvida. Vamos buscar agora no jogo da volta”.

“Acredito que desde a nossa chegada muito já mudou. Vamos seguir trabalhando, buscando corrigir o que precisa ser melhorado e buscar a nossa recuperação, principalmente na Série B. tenho certeza que vamos dar a volta por cima”.

“Temos um jogo importante em casa agora, pela Série B, e vamos analisar bem todos os pontos, ver os atletas que estão voltando, para que possamos entrar fortes, pois precisamos da vitória. Espero contar com o apoio do nosso torcedor, que será fundamental na busca por um bom resultado”.



Melancólica atuação de Ronaldinho Gaúcho

Edmo Sinedino,

O Atlético perdeu na Argentina.

O Brasil perderia na Copa das Confederações se Felipão não tivesse feito o certo: cortado Ronaldinho Gaúcho.

Ronaldinho é mesmo ex-jogador.

E quando essa fase boa no Galo passar – fase boa sem títulos importantes até agora – ele vai se desvalorizar mais ainda.

Quando o jogo endurece, quando a marcação é organizada, Ronaldinho, infelizmente, se esconde, some do jogo.

Infelizmente.

Tomara, mas tomara mesmo que ele me desminta no jogo da volta em Minas.

Que tristeza ver o ex-jogador melhor do mundo jogar de forma tão melancólica.

Ronaldinho ainda brilha (ou faísca) porque o futebol está mesmo em um nível sofrível em todo o mundo.

E eu que pensei que a vitória maiúscula da seleção fosse servir de exemplo...

Só não concordo quando jornalistas falam em milagre para a classificação...fazer dois gols é milagre?



A loucura que é o futebol

Edmo Sinedino,

Vi Ibson entrar em campo hoje pelo Corinthians.

E essa murrinha já jogou em vários outros grandes clubes – Fla, Santos – e continua enganando.

Vários do mesmo nível conseguem essa proeza. Nasceram com estrela na testa.

Maldonado, que está no mesmo Timão, é outro. Ruim de doer, mas não falta time grande para contratá-lo.

E idolatrado por torcedores por onde passou.

Tcheco, lembram dele, “maestro do Grêmio”, parece que, finalmente enxergaram que não joga nada.

Dois pernas de pau, mas pernas de pau mesmo são exemplos de sorte. Marcinho Guerreiro e Leandro Guerreiro.

E continuam a enganar. Assim como um do mesmo nível: o Diguinho, do Flu.

Esse tipo de jogador muitas vezes até chega na seleção? Não acreditam? Ora, eles vão até Copa do Mundo.

Beletti, agora comentarista de tevê. Sua bola murcha já o levou a São Paulo, Atlético, Barcelona, Real Madrid e Chelsea.

Um absurdo sem tamanho proporcionado pela maluquice subjetiva que é o futebol.

Mas são muitos, muitos os casos de murrinhas que se dão ou se deram bem no futebol.

Lembram de Zinho? Tetracampeão com Parreira.

Tem títulos que Zico não tem.

E foi campeão do mundo rodando, "encerando" com a bola no meio-campo.

Precisa dizer mais alguma coisa?



ABC perde de 3 a 0 e fica em situação difícil na Copa do Brasil

Edmo Sinedino,

Foto: site do Goiás

goias_09

Não teve zebra em Goiás. A estrutura do Goiás venceu as dificuldades e limitações do ABC.

Gostaria de poder falar mais, mas não vi o jogo.

Vi os gols. Um primeiro de sorte, bateu, rebateu e encobriu Lopes.

Segundo, falha de Lopes, e, não sei, acho que houve falta - o cara, me parece, chutou bola e a mão do goleiro.

E o terceiro um pênalti bobo em falha infeliz de Mael.

Não dá para criticar o Waldemar Lemos, e nem muito menos vou ficar repetindo o que dizem.

Futebol tem particularidades, todo mundo, quase, vê um jogo diferente.

Pelo que me consta, não foi tão mal assim.

O ABC estava bem no começo, Felipe Alves teve chance de marcar, e jogando bem; Guto também, mas foi o Goiás que abriu o placar.

E foi só 1 a 0 no primeiro tempo. Ainda dava.

No segundo tempo, infelizmente, nem bem a partida começou o time esmeraldino fez o segundo, matando qualquer poder de reação do ABC.

E olha que mesmo perdendo de 2 a 0, o ABC ainda foi em busca, e até igualou ações.

No final, Mael cometeu pênalti e o time da casa amplia, praticamente garantindo a vaga para quarta fase da competição.

Mas estamos falando de futebol. Será que não dá mais mesmo para o ABC?



Alecrim vence o Baraúnas e lidera Estadual Sub-20

Edmo Sinedino,

O Alecrim,  sob o comando de Gilmar Oliveira, conseguiu mais um bom resultado.

Venceu o Baraúnas de 2 a 0 e lidera o primeiro turno do Campeonato Estadual Sub-20.

Os gols do Periquito, em jogo disputado no Ninho, foram marcados por Pará e Balotelli (esse menino não tem nome não?).

O time verde chegou aos 11 pontos.

Falei hoje n o Arena, programa de esporte da tevê Ponta Negra, da falta de visibilidade desta competição.

Esses jogos precisam ser mais acessíveis para os torcedores.

Por que não nas preliminares de jogos profissionais como dantes.



Torcedor do ABC não verá jogo contra o Goiás pela tevê

Edmo Sinedino,

Torcedores do ABC na bronca com a tevê.

O jogo do ABC não passa para Natal.

Muitas ligações de abcdistas reclamando.

A reclamação, procedente, se dá porque a TV Anhanguera, repetidora da Globo em Goiás, transmite a partida no estado.



Fabinho passa por ressonância, problema pode ser púbis

Edmo Sinedino,

Fabinho está realzando ressonância magnética para saber se tem algum problema no púbis.

O craque americano, titular absoluto da equipe, foi poupado do último porque tem jogado sentindo dores.

Após o resultado, o volante deve passar por um período de tratamento, ou descanso, para voltar inteiro.


Índio chegou, mas já faltou...

Edmo Sinedino,

O menino Índio Oliveira reapareceu, graças a Deus! Aleluia!

Falou com o supervisor Gilmar dos Santos, ficou de aparecer para treinar hoje de manhã e...faltou.

O presidente Alex Padang fica sem acreditar.

O jogador é esperado para se reintegrar e resolver algumas questões pendentes, claro.

E também para decidir se quer continuar a jogar futebol em Natal.



Time do Alecrim pode vestir a camisa do Potengi na Segundona

Edmo Sinedino,

Macau, Globo, Currais Novos e Atlético Potengi disputam a Segunda Divisão.

A primeira rodada, a da largada, será dia 17 de agosto.

Vi dizer, fonte segura, que o presidente do Alecrim, Anthony Armstrong, "emprestaria" os jogadores do Alecrim para a disputa ao Atlético Potengi.

Tudo isso por conta de uma acirrada, até agora não compreendida por mim, disputa com o Globo.

Dizem que os empresários Armostrong e Marconi Barretto não se dão muito bem.

A pergunta que faço: o Atlético Potengi pode utilizar esses jogadores do Alecrim?

Tentei confirmar com o presidente do time verde, mas não consegui.



O que existe sobre o jogador Jobson e o América...

Edmo Sinedino,

Foto:site do Bahia

jobson2_09Conversei hoje pela manhã com o presidente do América, Alex Padang.

Quis tirar a limpo essa história do interesse por Jobson.

Jobson, aquele Jobson de Botafogo, de Bahia, de casos de doping, de agressão a mulheres, coisas e tal.

Alex me disse que esse assunto é antigo já, tem mais de 50 dias.

E que o atacante foi mesmo oferecido.

Roberto Fernandes treinou ele no Brasiliense, acha-o um excelente atacante, eu também acho, claro, e levantou a possibilidade.

Dizem que o rapaz está recuperado, já fez dois exames que nada constou, se reconciliou com a mulher que ele agrediu, anda com a mãe a tira-colo, bem, todos os sinais de recuperação.

Alex Padang disse que poderia ver o assunto, mas queria uma conversa com o jogador, “olho no olho”.

Falou com o empresário,  e até agendou para essa ida a São Paulo, que ele acabou não pudendo ir por conta de outros compromissos.

Paulinho Freire ficaria com a incumbência de ter essa conversa e passar a impressão.

Até o o momento ele não tinha recebido retorno, até porque, ao contrário do que faz sempre, onde não conversou com Roberto Fernandes e nem com Paulinho depois do jogo.

De qualquer forma, ele disse que a história não é boato, tem fundamento, mas acha remota a possibilidade de acerto.

E na reunião que vai acontecer na tarde desta quarta-feira, o assunto vai estar em pauta.

Essa seria sim uma contratação de risco, de grande risco.

Jobson, de rescisão com o São Caetano, não é mais bem-vindo no Botafogo e outros clubes que já vetaram seu retorno, busca seu nono clube em sete anos.

Será o América?



O ABC de Waldemar Lemos para enfrentar o Goiás

Edmo Sinedino,

Muito diferente.

Um ABC completamente diferente do que vimos na Taça Ecohouse deve entrar em campo nesta quarta-feira.

O técnico Waldemar Lemos vai no esquema 4-5-1 ou 3-6-1 (depende do posicionamento de Bileu), com apenas um atacante na frente – Felipe Alves.

Pelo menos foi assim que o time treinou ontem.

As dúvidas, me parece, persistem na ala, entre Thiaguinho e Renato; Lino ou Vinícius como companheiro de Boaventura.

A equipe que treinou foi formada desta forma: Lopes, Tiaguinho, Flávio Boaventura, Lino e Guto; Leandro Santos, Bileu, Edson e Tony; Erik Flores e Felipe Alves.

Depois entraram Renato no lugar de Thiaguinho e Vinícius no lugar de Lino.

As novidades ficaram por conta do aproveitamento dos dois recém-contratados Tony e Erick Flores.

Meu pitaco: abriria mão de um dos volantes e jogaria sim com um terceiro zagueiro de ofício que seria o Lino.

Outra coisa, não escalaria Guto para a partida.



Gilcimar: o novo reforço do ABC

Edmo Sinedino,

gilcimar_09

O que dizer sobre Gicimar (foto), o novo reforço do ABC?

Já vi jogar. Bom atacante, mas o que importa é como ele está agora, física e tecnicamente.

Vi no You Tube.

Gols de todo o jeito.

Perna direita, perna esquerda, de cabeça, de dentro e fora da área, em sobra do goleiro, e de oportunismo.

Mostra, nos gols, ser rápido, e até ter uma certa habilidade, se que lances de condução e jogadas são poucos.

Cobrador de pênalti eficaz.

E como quase sempre acontece nas contratações do ABC, não se sabe quem avalia, quem pediu e indicou.

Foi mesmo o Waldemar Lemos?

Não dá para fazer outra coisa a não ser esperar.

Gilcimar disputou o Carioca deste ano pelo Boavista e marcou um gol contra o Botafogo.

Esse eu vi.

Aurtor de outros cinco gols, Gicimar terminou o Carioca valorizado e elogiado.

Chegou a sonhar em jogar no Vasco, seu time do coração.

Revelou propostas de clubes de Santa Catarina e São Paulo.

Isso foi no mês de abril, e nesse período até agora não sei o que o atleta estava fazendo nesse hiato de dois meses.

E no começo do mês de maio era dado como quase certo com o Fortaleza.

E por que ao final de um bom campeonato carioca ele não se empregou imediatamente?



Os poucos destaques do América

Edmo Sinedino,

Andrey, Márcio Passos e Vinícius Pacheco, os destaques do América na partida.

E olha que foi uma partida de poucos destaques.

E hoje me veio a impressão de que a preparação física do América não está no ponto.

Me pergunto como uma equipe de tantos bons jogadores não aproveita tantos espaços oferecidos?

Ou será que Roberto Fernandes não armou o time para isso?

Não entendo de preparação física, falo porque acho que quase toda bola dividida o adversário ganhou...por isso.

Bom, voltemos aos destaques.

Andrey realizou defesas fáceis e difíceis, e deu tranqüilidade em horas de dificuldade.

Márcio Passos fechou o lado esquerdo, dificultou a realização da melhor jogada de ataque do Braga, com o Diego Macedo.

E quando retomava a bola não desperdiçava como o Daniel e o Mazinho, por exemplo.

Vinícius Pacheco marcou o gol da vitória e foi o único atacante, mesmo jogando numa faixa intermediária, que levou algum perigo.

Zé Antônio também merece um registro positivo por ter tentado e conseguido colocar a bola no chão algumas vezes.

Fica evidente que o América ainda precisa melhorar bem.



Roberto Fernandes cita versículo da Bíblia para explicar a vitória

Edmo Sinedino,

Foto: blogdomecao

roberto_09Em entrevista à imprensa após a partida, o técnico Roberto Fernandes, do América, citou versículoa da Bíblia Sagrada para explicar a vitória diante do Bragantino.,

Veja abaixo:

"Sem demagogia eu quero usar um versículo bíblico, que diz: Quando sou fraco é que sou forte. Na hora que tudo era contra, o América não tinha vencido aqui, eu nunca havia vencido aqui, um árbitro que o América nunca havia vencido quando ele apitava, nós viemos e conseguimos o resultado. Isso mostra um trabalho com honestidade, com seriedade e acreditamos muito na força do trabalho e sobretudo em Deus''.

Mais vale um pássaro...

"A pressão era normal. Quando o Bragantino ficou com dois zagueiros era o momento que nós poderíamos matar o jogo. Não conseguimos, então chegou um determinado momento que o placar tava bom, aquela velha frase 'mais vale um pássaro na mão do que dois voando'. O grupo merecia isso, essa vitória, agora é trabalhar porque temos um jogo dificílimo contra o Sport pela frente'', encerrou.



Mesmo abdicando do ataque, o América consegue a primeira vitória

Edmo Sinedino,

Numa partida em que praticamente abriu mão de atacar durante todo o tempo, o América conseguiu sua primeira vitória.

Coisas do futebol.

O América começou a partida contra o Bragantino numa formação defensiva, mas com alas que marcavam mal – Chiquinho e Raí – corria riscos e era envolvido pelo time da casa.

Roberto Fernandes percebendo o sufoco que estava passando mudou a marcação.

Fechou a porta de Diego Macedo pelo lado esquerdo de sua defesa, colocando Márcio Passos no setor, quase como um terceiro zagueiro, e trouxe Raí para o meio-campo.

O perigo continuava rondando, mas o time rubro pelo menos conseguia já articular algumas jogadas de ataque.

E também já não era tão atacado pelo Massa Bruta. O domínio que era total, arrefeceu.

Num lance de sorte e criatividade, Raí deu de calcanhar para Vinícius Pacheco, o atacante avançou e chutou a meia altura, forte, sem chances de defesa para o goleiro Rafael Dedendi.

Depois do gol, de forma errada, perigosa, e que quase nunca dá certo, o América se encolheu.

Terminou o primeiro tempo na defesa.

E voltou para o segundo tempo para abdicar, totalmente, de qualquer jogada de ataque.

Veio para arriscar tudo somente no sistema defensivo, claro, passou por muitos sustos, Andrey teve que fazer defesas difíceis e fáceis, os atacantes do Braga desperdiçaram algumas boas chances e, aos trancos e barrancos, o resultado da vitória aconteceu.

Não entendo, mesmo com a vitória, a opção de Roberto Fernandes.

Por incrível que possa parecer, de todas as mudanças defensivas que o treinador fez, a única que criou alternativa de ataque, pelo menos de saída de bola, foi a do zagueiro Zé Antônio.

Nem mesmo Norberto, habilidoso, e que joga de ala, usou de sua qualidade técnica para fazer seu time segurar um pouco mais a bola e não levar tanto sufoco.

Zé Antônio, com personalidade, como se fora ala direita, foi o responsável por duas das três únicas subidas que o time rubro deu ao ataque no segundo tempo.

Na partida que o adversário saía com todo mundo para o ataque, o América criou, no segundo tempo, uma única situação de gol, com Vinícius Pacheco lançando Norberto, que dominou mal e desperdiçou.

Mas, apaga tudo o que escrevi, o América venceu, conseguiu seu primeiro triunfo na competição.

Quem sabe, uma nova vida.

Isso é o futebol.



Arbitragem do jogo ABC x Goiás, hoje à noite

Edmo Sinedino,
O jogo do ABC hoje, preocupação dobrada, é o "Almeidinha" de Minas Gerais.

Vamos esperar e torcer.

Veja abaixo:

apito1_09

9281-9300 de 9835