Cruzeiro de Macaíba perde nos Aflitos e terá que vencer supertime do Bahia na última rodada

Edmo Sinedino,

A Federação Norte-rio-grandense de Futebol é realmente, hoje, sem dúvida, a vergonha maior de nosso esporte. O descaso com o profissional,bases e feminino é alguma coisa de fora do comum, sem falar na falta de apoio às equipes e o abandono do Estádio Juvenal Lamartine.

Não existe uma federação que trate o futebol de seu estado com tanto descaso. O portal de notícias dessa FNF é uma mancha no jornalismo. Só para que me lê tenha uma ideia, o Cruzeiro de Macaíba, nosso representante na Série A2 do Brasileiro realizou sua quarta partida na competição e a notícia no site da entidade ainda fala sobre a segunda.

José Vanildo da Silva vem se superando a cada ano, a cada ação, se transformando numa unanimidade negativa. Em qualquer lugar em que o seu nome seja citado as críticas são contundentes, mesmo desmoralizantes.

Conhecido como o "Coveiro do JL", o presidente da FNF parece ter sumido de vez do cenário, é como se não existisse mais, para ele, partidas de futebol sendo disputadas no Estado.

O Cruzeiro de Macaíba jogou no Aflitos, perdeu de 1 a 0, mas permanece na terceira colocação do grupo C. O próximo compromisso é contra o supertime do Bahia, líder absoluto de toda a competição, com quatro jogos, quatro vitórias, 19 gols marcados e apenas um sofrido, um impressionante saldo de 18 gols.

A partida será realizada nesta sexta-feira, 13, na Arena das Dunas, ás 16h. Uma tarefa inglória para as meninas, vencer ou vencer.


Flamengo sofre nova goleada no Brasileiro; Bahia vence com um gol de Rodriguinho

Edmo Sinedino,

Nos jogos do Brasileiro, claro, grande destaque e tiração de onda com os torcedores do Flamengo, o rubro-negro tomou uma nova goleada, 4 a 0 para o Atlético Mineiro, uma semana depois de ter perdido de 4 a 1 para o São Paulo. A vida fica difícil para o treinador Dome Torrént.

Também marcou muito a rodada de hoje a entrada, em dupla, de Botafogo e Vasco na zona de rebaixamento. As equipes perderam para Bahia e Palmeiras (time verde verde vem crescendo e subindo na tabela) pelo mesmo placar de 1 a 0 e viram os rivais Coritiba e Bragantino somarem pontos, além do Bahia. O Bota é 17º, com 20 pontos, Vasco é 18ª, com 19.

Vou destacar  a vitória do Bahia, 1 a 0 sobre o Botafogo, gol marcado pelo potiguar Rodriguinho, em perfeita cobrança de pênalti. O nosso canguleiro que passou um bom tempo se recuperando de contusão havia voltado na na partida da Sul-Americana, contra o Melgar. Neste domingo entrou no segundo tempo e decidiu com sua qualidade e frieza.

O Internacional, apesar do empate de 2 a 2, diante do fraco Coritiba, beneficiado pela derrota do Flamengo, se manteve na liderança. O Fluminense perdeu para o Grêmio de 1 a 0, estacionou na quinta posição. O Bragantino e Santos empataram de 1 a 1, e Ceará esbarrou na retranca do Sport, final zero a zero.

No sábado, vitória de virada do Athletico/PR sobre o Fortaleza, 2 a 1; vitória sofrida do São Paulo sobre o Goiás, 2 a 1, e empate do Atlético/GO diante do Corinthians, 1 a 1, no reencontro de Mancini com seu ex-clube.

Mais uma rodada que comprova o quão nivelado por baixo está o futebol do Brasil.


ABC empata com o Central, em Caruaru, e perde a liderança do Grupo 4

Edmo Sinedino,

Praticamente se repetiu tudo no segundo duelo entre ABC e Central. Novo empate sem gols Em partida que também teve, a exemplo do encontro em Natal, na primeira fase, pouca emoção e de novo um maior volume de jogo do time potiguar que, infelizmente, não conseguiu a vitória, apesar de ter buscado mais que o adversário.

O resultado tira o ABC da primeira posição do Grupo 4, agora liderado pelo  Itabaiana, iguais em pontos, vitórias e saldo de gols, mas a equipe sergipana lidera pelo número maior de gols marcados.

No primeiro tempo, apesar do começo mais aceso do Central, em pouco tempo o ABC tomou conta da partida e chegou com perigo em algumas jogadas, falhando muito nas conclusões e precipitando-se em chutes de longa distância. Sem repetir as boas atuações, mesmo assim o alvinegro potiguar foi melhor.

No segundo tempo, a repetição do primeiro. O Central veio com tudo, na empolgação, teve um gol anulado, bem anulado, mas depois só deu ABC. A entrada de Berguinho, principalmente, deu mais qualidade de passe melhor chegada no ataque, tanto que o time chutou duas bolas na trave. Wallyson, que também entrou na partida depois de quase nove meses sem jogar, teve uma atuação apagada e nada acrescentou.

Na quarta-feira, o ABC volta a campo em casa, no Frasqueirão, diante do Vitória da Conquista que, neste domingo, jogando em Natal, arrancou um empate diante do Potiguar de Mossoró, 1 a 1.

O ABC jogou com Rafael; Bruno Souza, Richardson, Vinícius Leandro e Dieyson; Vinícius Paulista (Fabrício Bigode), Sousa Tibiri (Berguinho) e Wenderson; Lelê, Kesley (Hiago) e Ivanaldo (Wallyson). Técnico: Francisco Diá

Por mensagem, via zap, o treinador Francisco Diá fez uma análise da partida."foi um jogo truncado no primeiro tempo, o time dele muito fechado e a gente com pouca criatividade. No segundo tempo meu time se soltou mais, havia começado com três volantes por conta da falta de opções e banco, no segundo tempo a gente se soltou mais, fomos para cima e colocamos até duas bolas na trave, pois fiz entrar Berguinho e Wallyson. Ainda assim, algumas peças não funcionaram, enfim, nos faltam peças de reposição e estávamos muito desfalcados. Lelê foi o destaque do jogo que poderíamos ter ganho. Não foi tão ruim o resultado, mas perdemos a liderança pelo número de gols marcados", explicou.



Segunda chance - especial de domingo

Edmo Sinedino,

Se eu tivesse uma segunda chance…

Me agarro, os que me conhecem bem sabem disso, à esperança de que possamos ter novas chances.

De voltarmos.

Ah se eu voltasse…

Se pudesse queria de novo nascer em São Tomé, ser filho de ‘seu’ Sinedino e ‘dona’ Toinha e ver alguns filmes de Tarzan no cinema da cidade, dirigido por ele, meu pai. E queria ter descoberto naquela noite, quem foi o desinfeliz que botou a tábua no meio do meu caminho provocando uma queda e minha maior vergonha (boba) dos tempos de criança.

Queria poder pular de novo no Rio Potengi, na sua enchente de festas de inverno, e gritaria de cima do pé de umbu do sertão, dando aquele gripo de “Joni Vessimiíler” – ooooooooooooooooooooooooooooooooooooouuuuuuóóóó! Claro, imitando o nosso herói Rei das Selvas, filme mais visto pela garotada.

Juro, nem acharia ruim repetir a viagem em cima de um caminhão de mudanças, doído na época, para morar na capital, dos sonhos, dos medos, onde, tinha certeza, me tornaria um grande jogador de futebol.

Ah! Se eu voltasse eu queria a chance de ser moleque de novo sob o comando de Olinto Galvão e Artur Ferreira no futebol de salão do América. Chegar da aula nas quartas-feiras, correndo, trocando de roupa às pressas, esquecendo o jantar, os "carões", para não chegar atrasado aos treinos que começavam às 19h numa das quadras onde hoje está construído (que triste!) um condomínio super luxuoso.

Nos domingos, o outro dia de treino, sair logo cedo, escondido, antes que "Dona" Toinha me acordasse para assistir a chata missa da Igreja do Galo.

E nem ligaria se não tivesse dinheiro para comprar um tênis moderno, caro, entraria em quadra feliz,  de Kichute, meião velho, rasgado, motivo de chacota dos meninos ricos da escolinha mas de quem, ao longo dos treinos, pela bola que jogava e gritos que dava (reclamava mais que jogava) acabei conquistando o respeito, ou medo, não sei.

Queria sim de novo ser estudante do Atheneu, ídolo do Manuel Filgueira, o "Pecado", nosso formador do time de futebol, que vivia me adulando para que eu disputasse os Jogos Estudantis na modalidade de futebol, pois ficava muito triste quando me via treinar handebol (goleiro), com o professor Marcos Farias.

Queria muito, de novo, vestir aquela camisa 10 do time verde e branco de minha escola querida e marcar mais gols nos colégios de elite - Salesiano, Marista, Auxiliadora e outros - me transformando em figura das mais conhecidas e queridas do colégio graças à bola.

Queria poder andar de novo falando sozinho pela rua, narrando meus gols, imitando os dribles de Garrincha em sonhos mirabolantes com a camisa do Botafogo. O que é que tem? Vestiria de novo com mesma felicidade as camisas do Força e Luz, do Alecrim, Botafogo/PB, Treze, Ferroviário de Fortaleza, ABC, de Arês, Goianinha, Bento Fernandes, Potengi e Internacional de São Tomé,além de todos os times de minha infância feliz em Natal - Independe de Edival Burrão, América de Damião, time da lanchonete Chapinha do meu amigo Canela, Botafogo de Hélio, meu Goiás, enfim.

Adoraria repetir, viver de novo, o momento mágico de minha primeira vez no Maracanã, enfrentando meu Fogão, o coração batendo a mil por hora, aquele friozinho na barriga, a espera ansiosa de ver meu nome no placar eletrônico no palco maior do futebol mundial.

Como seria maravilhoso repetir os momentos da conquista de meu primeiro título estadual defendendo o Verdão Alecrim, depois de mais de 16 anos de espera, que coincidiu com o nascimento de meu primeiro filho, Dimitri.Só queria mais uma coisinha diferente do que muito sonhei no passado. Não queria  vestir a camisa da seleção brasileira. Essa não. Esse símbolo de uma elite doente raivosa, discriminadora, responsável por todas as desgraças que esse país atravessa, juro, não mais faria parte dos meus sonhos.

Queria vestir a camisa de uma seleção genuinamente brasileira.

E, para terminar, queria só mais uma coisinha, pequetita, pequetita: que o povo potiguar gostasse um pouco mais, se respeitasse um pouco mais e abolisse esse triste complexo de vira latas, também mal do Brasil.



Wallyson é relacionado e deve atuar contra o Central

Edmo Sinedino,

Wallyson está de volta.  O atacante não entra em campo desde fevereiro, quando fraturou a tíbia no jogo de ida da primeira fase da Copa do Brasil contra o Aquidauanense, à exceção de alguns minutos da decisão (só para constar) contra o América.

De lá para cá, visivelmente ainda precisando de tratamento de recuperação, ele vem fazendo trabalho de recuperação fisioterápica e deve reaparecer neste domingo, na partida diante do Central, no estádio Lacerdão.

Ele foi o destaque na lista de convocados para a partida divulgada na sexta-feira pela comissão técnica do ABC. O treinador Francisco Diá não conta com João Paulo, Giva, Pedro Costa, Héricles e o volante Valderrama, suspenso com terceiro cartão amarelo.

Além de Wallyson, o time tem o retorno de Vinícius Paulista e Berguinho. O lateral Dieyson viajou e faz tratamento intensivo e antes da partida passará por teste e se na sentir vai para o jogo.

Felipe Alves

O atacante Felipe Alves recebeu proposta, procurou a direção do ABC e rescindiu seu contrato com o clube. Claro, não vai fazer falta nenhuma, afinal foi um jogador que recebeu mais uma chance do técnico Diá, mas não soube aproveitar. Ele vai para o Volta Redonda/RJ. Pense num empresário bom esse do Felipe Alves...




Dione se despede do América e acerta com o Sampaio Corrêa

Edmo Sinedino,

adionechau_09Eu pensava que o primeiro a sair seria Rondinelly. Mas tinha certeza que o América, com vitórias seguidas e boas atuações de alguns jogadores, assim como o ABC, acabaria por passar por isso também.

Neste sábado, Dione, meia-atacante, mse despediu do América e dá o um salto da Série D para a B. Ele vai defender o Sampaio Corrêa na Segundona.

Interessante, Dione veio primeiro para o ABC, não conseguiu render com Roberto Fernandes, apesar de seu histórico de bom jogador. Depois, no América, de novo com RF, a mesma coisa, não foi bem.

Nos últimos jogos, talvez após a chegada de Kobayashi, jogando como meia-atacante, chegando pelo meio, criando e chutando, marcando gol de falta, foi destaque. Voltou a jogar em ótimo nível, agora, se vai. Boa sorte!

Isso, fatalmente iria acontecer com o goleiro Everton, agora na reserva; e certamente outros atletas devem estar na mira de clubes de séries acima, Ewerton Silva, Wallace Pernambucano, se continuar a marcar gols e o Rondinelly. Assim é o futebol.

*Foto: Canindé Pereira/AFC


América vence de goleada o Afogados e carimba classificação à segunda fase da Série D

Edmo Sinedino,

amegols_09O América voltou a jogar muito bem. Venceu de 4 a 0 aos Afogados de Ingazeira, no estádio Vianão, na cidade do sertão pernambucano, jogo válido pela sétima rodada da Série D, 11ª rodada e se classificou de forma antecipada para a segunda fase da competição e chegou a sua sétima vitória em oito jogos de invencibilidade.

Com o resultado, o time rubro de Natal voltou a abrir quatro pontos de vantagem sobre o segundo colocado, se mantendo firme na primeira colocação do Grupo 3, já que o Salgueiro, vice-líder, empatou com o Globo, 1 a 1, em Ceará-Mirim.

O América começou a partida como deve ser sempre (comentei, e cobrei, isso semanas atrás) em cima, fazendo valer sua condição de time muito mais respeitado e tradicional do Nordeste, e isso vale, mesmo que alguém ache que não.

O gol saiu aos 21 minutos, Augusto, aproveitando cobrança de escanteio. Logo em seguida, o rubro já poderia ter marcado o segundo, mas o goleiro Everton evitou em arremate de Romarinho. Domínio total, e o segundo gol foi de pênalti. Arêz sobre Augusto. Dione fez 2 a 0.

Como sempre acontece, segundo tempo, dois gols, o América, não sei se é o jeito Kobayashi de ser, dava mostras de querer segurar a bola e garantir o placar. O Afogados não conseguia a reação, mesmo assim. E num levantamento de bola na área, em cobrança de falta, ninguém foi na bola e ela acabou entrando. 3 a 0. Wallace Pernambucano deixou sua marca nos acréscimos, 4 a 0 e fim de jogo.

O próximo compromisso do América será contra o Salgueiro, sábado, às 16h, no Cornélio de Barros, mando do time pernambucano. O Afogados será o adversário do Globo, sexta-feira, 15h, no Barrettão.

O América jogou assim:  Vitor Paiva; Everton Silva, Edimar, Marcelo e Renan Luís (Carlos Renato); Felipe Guedes, Augusto, Romarinho (Dico) e Dione (Xaves); Wallace Pernambucano e Elias (Alison Brand).Técnico: Paulinho Kobayashi.

*Foto: Canindé Pereira/AFC



Gol e grande atuação de Veron na vitória do Palmerias sobre o Bragantino

Edmo Sinedino,

abelveron_09Com o gol de grande atuação do potiguar Gabriel Veron, o Palmeiras venceu o Bragantino de 1 a 0, sem sustos, e classificou-se com tranquilidade às quartas de final da Copa do Brasil. Além do gol, o assuense deu passe de trivela, balãozinho e obteve ao lado do ala Viña, a nota mais alta da atuação entre os palmeirenses.

Ele entrou no jogo aos 18 minutos do primeiro tempo, no lugar de Wesley, machucado. Um ótimo cartão de visita para o novo treinador Abel Ferreira.

Veja abaixo a nota do Globoesporte:

Gabriel Veron: entrou sob circunstâncias inesperadas no lugar de Wesley, que se machucou no início da partida, e se apresentou como importante opção ofensiva do Palmeiras nas jogadas de velocidade. Ainda mostrou o já conhecido oportunismo, aproveitando cruzamento de Viña para abrir o placar na arena. São cinco gols na temporada para o jovem, que deve encaixar uma sequência de jogos como titular a partir da vitória sobre o Bragantino. Nota: 7,5.

A minha opinião

O Veron é dez vezes mais jogador que o Roni, não digo isso por ele ser potiguar, mas a qualidade de passe, de drible e finalização são evidentes. O Roni praticamente só tem força de arrancada. Uma pena que, até agora, treinador nenhum enxergou essa obviedade, assim como o fato de que Felipe Melo atrapalha na defesa ou meio-campo. Vamos esperar o português.

Times da Série B

E as quartas de final da Copa do Brasil terá duas equipes que disputam a segunda divisão - América Mineiro e Cuiabá. Acho que esse fato não acontecia desde a saudosa campanha de nossos bravos ABC e América que chegaram até essa fase com resultados brilhantes no ano de 2014.

O América só foi eliminado após duas derrotas apertadas para o Flamengo, 1 a 0 no Rio e 1 a 0 em Natal, fazendo o rubro-negro passar sufoco. Vale lembrar o jogo épico no Maraca, 5 a 2 no Flu, depois de ter perdido de 3 a 0 em casa.

Susto maior ainda viveu o Cruzeiro com o ABC. Se fosse no modelo de hoje, a decisão teria ido para os pênaltis. O time de Minas venceu em casa de 2 a 1, em Natal, 3 a 2 para o ABC, 3 a 3 no somatório dos resultados, mas os gols aqui deram a vaga ao estrelado que acabou vice-campeão, perdendo para o rival Atlético, na final.

O último clube a se classificar nesta quinta-feira foi o Grêmio, que já havia vencido em casa, 1 a 0, repetiu o mesmo placar na serra gaúcha, gol de Thaciano. O Juventude perdeu a oportunidade de ser o terceiro da Série B nas quartas de final.

Classificados: São Paulo, Cuiabá, Ceará, Flamengo, América Mineiro, Internacional, Palmeiras e Grêmio.O sorteio dos confrontos acontece nesta sexta-feira, na sede da CBF.

*Foto: twitter do Palmeiras


Globo tenta encerrar jejum de vitórias e direção anuncia Nêgo Potiguar como reforço

Edmo Sinedino,

globorenat_09O Globo enfrenta o vice-líder Salgueiro, neste sábado, às 15h, no Barrettão. Essa partida é daquelas que se pode classificar de "vida ou morte", já que o time de Ceará-Mirim precisa, desesperadamente, voltar a vencer se ainda quiser sonhar com uma vaga na próxima fase.

O técnico Renatinho Potiguar tem comandando treinos na tentativa de corrigir o principal defeito da sua equipe: finalizações. As chances desperdiçadas têm provocado os resultados negativos, quatro empates e quatro derrotas, oito jogos sem vencer, o último triunfo do Águia foi contra o Afogados, dia 26 de setembro, segunda rodada, quando era líder do grupo.

A boa novidade é que a diretoria do Globo confirmou a contratação do lateral direito Nêgo Potiguar, atleta que pertence ao Santa Cruz. Dessa forma, o treinador Renatinho Potiguar não vai mais precisar improvisar na posição.

Potiguar

O Potiguar de Mossoró, sexto colocado do Grupo 4, o do ABC, recebe o Vitória da Conquista, partida que será realizada, para alegria dos baianos, claro, na Arena das Dunas. Eles vão jogar numa arena de Copa do Mundo. A partida será domingo, às 15h.

*Foto: Jardel Rocha/Globo FC


O meia Rondinelly desfalca o América nos dois próximos jogos

Edmo Sinedino,

rondine_09O meia Rondinelly foi submetido a exames de imagem que constataram um estiramento leve no músculo posterior da coxa esquerda e desfalca o time rubro em jogos importantes, afinal, sem dúvida, é o destaque da equipe e responsável pela criação das melhores jogadas.

O atleta passará por um período de transição para realização de trabalhos de fortalecimento muscular e ficará de fora dos jogos contra Afogados (PE) e Salgueiro (PE). A medida, afiançada pelo DM, visa evitar que em jogos decisivos, no futuro, no mata-mata ele corra o risco de ficar fora.

O treinador Paulinho Kobayashi em entrevista á assessoria do clube (nunca vai correr o risco de passar por qualquer aperto) afirmou claramente que o América já está classificado, mesmo que não matematicamente. E ele está certo. Onze pontos de diferença sobre o quinto colocado dá essa certeza.

No sábado, o time rubro vai até Afogados de Ingazeira, 376 km da capital Recife,  onde enfrenta a equipe da casa, no estádio Vianão. O adversário rubro é quinto colocado do grupo, com 10 pontos, três vitórias, um empate e seis derrotas.

*Foto: Canindé Pereira/AFC



ABC tem desfalques para o desafio contra o Central

Edmo Sinedino,

abcvald_09Tempos difíceis. Nem mesmo no aniversário o técnico Francisco Diá recebe algum bom presente. Cinco jogadores importantes desfalcam a equipe para o compromisso, duro, diante do Central de Caruaru, único invicto do grupo, domingo, no Lacerdão, às 15h.

João Paulo, Pedro Costa, Giva, Dieyson, machucados, e Valderram com terceiro cartão, devem ficar fora. Desse grupo, o ala esquerdo Dieyson está em tratamento intensivo para tentar reunir condições de atuar. Quem volta é Berginho, mas ainda no sacrifício, deve jogar pelo menos 45 minutos.

Nesta quinta-feira, no Frasqueirão, a equipe fez um trabalho técnico-tático, além de coletivo de pequena duração. Os relacionados embarcam nesta sexta-feira, às 13h, com destino a Caruaru, de ônibus, trajeto de pouco mais de sete horas.

*Foto: Rennê Carvalho/ABC FC


Parabéns ao técnico Francisco Diá

Edmo Sinedino,

abcdia34_09Parabéns ao técnico do ABC, Francisco Diá, muitos anos de vida, saúde e conquistas. Um homem sério, amigo, sem trairagem ou falsidades no trabalho, que conheço desde antes de se tornar treinador de futebol consagrado, um amigo de longas datas, e que sempre vai ter meu apoio por dois motivos fundamentais: é honesto e conhece de futebol.

Em 1995, quando teve a chance de comandar o Força e Luiz, equipe juvenil, já o conhecia dos papos sobre futebol nos encontros pela Cidade Alta. Daí, passei a acompanhar sua trajetória, se muitas dificuldades, sempre vítima de preconceito por ser da terra e não ter sido conhecido como ex-atleta e nem ter diploma.

Ao longo dos anos, com muita batalha, perseverança, o discriminado técnico, muita vezes vítima de piadas,  foi conseguindo dobrar os incautos (que ainda existem) e conquistando seu espaço com trabalhos importantes e revelações, principalmente, de jovens valores.

O restante da história todos já sabem, conquistas, acessos, alguns "milagres", um deles em Juazeiro, terra do Padre Cícero Romão Batista, o querido "Padim Ciço", e podemos listar também, incluir, esse último aqui em Natal dirigindo um ABC com salários atrasados e perdendo seguidamente seus principais valores.

Milagre o título e a boa campanha na Série D até agora. Vida longa, felicidades e parabéns!!!

*Foto: Equipe de comunicação do ABC


São Paulo decepciona, Vasco está nas oitavas e Bahia decide sua sorte nesta quinta-feira

Edmo Sinedino,

Futebol muito maluco. O São Paulo vive uma rotina de eliminações, mas ainda lhe resta a Copa do Brasil e Brasileiro, pelo menos. Na noite desta quarta-feira, no Morumbi, o Tricolor conseguiu virar o jogo contra o Lanús para 4 a 2, mas logo depois de fazer o quarto, vacilou na defesa, assim como nos outros gols do time argentino, e levou o terceiro.

A vitória por 4 a 3 não foi suficiente para fazer o Tricolor avançar às oitavas de final da Copa Sul-Americana. O Lanús avançou pelo critério dos gols fora de casa, depois de vencer por 3 a 2 em Buenos Aires.

É a terceira eliminação do Tricolor na temporada. Já havia caído nas quartas de final do Paulistão para o Mirassol e sido eliminado na fase de grupos da Libertadores da América.

E o Vasco festeja. Ufa! Até que enfima uma noticia boa para os torcedores, e ex, do time da Colina. O empate de 0 a 0 em Caracas, na Venezuela, garantiu a passagem do time carioca para as oitavas de final da Copa Sul Americana. Pelos números, um jogo muito igual. O representante brasileiro pega o argentino Defensa Y Justicia nas oitavas de final.

Nesta quinta-feira, na Arena Fonte Nova, o Bahia tenta virar o jogo de 190 minutos contra o Melgar, do Peru. Em Lima, nos primeiros 90 minutos, o time da casa venceu de 1 a 0, e o tricolor da boa terra precisa de dois gols para passar adiante. Lembrando que na Sul Americana gol fora de casa decide, portanto, o Bahia não pode tomar gol.




Copa do Brasil: Fla confirma passagem, Ceará e América mineiro desbancam Santos e Corinthians

Edmo Sinedino,

Em dia de definições na Copa do Brasil, oitavas de final, mais um grande time é desbancado por um clube, não diria pequeno, mas considerado de um nível inferior. O poderoso Santos do Rei Pelé caiu diante do Ceará Sporting, representante nordestino, forte, nas quartas de final.

O primeiro clube a garantir vaga nas quartas foi o São Paulo, em duelo duríssimo, igual, diria até de resultado injusto. Dois empates, 3 a 3 no Castelão, e 2 a 2 no Morumbi, vitória nos pênaltis de 10 a 9 sobre o Fortaleza.

Depois foi a vez do humilde Cuiabá, representante do Mato Grosso, eliminar o Botafogo, que não vive grande fase, faz tempo, mas é o Botafogo. 1 a 0 no Rio para os visitantes e 0 a 0 no jogo da volta, na Arena da Floresta.

No confronto do Internacional diante do bom time do Atlético/GO não aconteceu surpresa. O Colorado, que vive bom momento ganhou as duas partidas de 2 a 1, mas não sem ter enfrentado muita dificuldade.

Nos jogos desta quarta-feira

O Flamengo não deu chance ao azar, venceu o Athletico de 3 a 2, abriu 2 a 0, depois 3 a 1, o Furacão se mexeu, tentou, marcou o segundo, mas não chegou a ameaçar a passagem do time carioca às quartas de final da Copa do Brasil. 1 a 0 na Arena da Baixada e 3 a 2, 4 a 2 agregado. Pedro (2) e Thiago Maia para o Fla, Wellington e Bissoli para a equipe do Paraná.

Corinthians perdeu a chance de continuar a recuperar sua confiança e bom momento. Abriu o placar, 1 a 0, gol de Fagner, de pênalti, o que levava a disputa para as penalidades, mas o empate veio, e também de tiro livro. E Rodolfo deixou tudo igual. Na primeira partida em São Paulo, 1 a 0 para os mineiros, 2 a1 no placar agregado.

E o Timão é  mais um grande a cair diante de uma equipe de menor envergadura no cenário nacional. Como venho dizendo: futebol nivelando, e por baixo, infelizmente.

Nesta quinta

As definições de Palmeiras x Bragantino, primeira partida 3 a 1 para o Verdão, em Bragança Paulista, e Juventude x Grêmio, primeira partida 1 a 0 para o Imortal, em casa, acontecem nesta quinta-feira.




Globo vai enfrentar representante do Piauí na fase preliminar da Copa do Nordeste 2021

Edmo Sinedino,

ABC, já garantido na fase de grupos, América fora, e o Globo vai enfrentar um representante do Piauí, ano que vem, fase preliminar da Copa do Nordeste, ainda sem data definida.

Veja abaixo:

Confira os confrontos preliminares da Copa do Nordeste 2021

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF)sorteou, na manhã desta quarta-feira (4), os confrontos da etapa preliminar da Copa do Nordeste de 2021. Serão oito times envolvidos em quatro chaves de mata-mata visando vagas à fase de grupos.

Os duelos serão realizados em ida e volta. As datas exatas, porém, ainda não foram confirmadas, apesar de haver a certeza de que acontecerão em dezembro. CSA-AL, Santa Cruz-PE, Botafogo-PB e Globo-RN, inclusive, serão mandantes nas partidas decisivas.

Os potiguares, aliás, são os únicos que ainda não sabem qual será o adversário - vão enfrentar um clube do Piauí. Isso acontece pelo fato de que Campeonato Piauiense de 2020 ainda não foi retomado, o que está previsto para acontecer apenas em novembro.

A Águia de Ceará-Mirim, de qualquer forma, conhece o cenário. Se o Altos conquistar o título piauiense, o Jacaré vai para a fase de grupos. Se não for campeão estadual, o Altos vai para a etapa preliminar do Nordestão.

CONFIRA OS CONFRONTOS DA FASE PRELIMINAR

Santa Cruz-PE x Itabaiana-SE
CSA-AL x Moto Club-MA
Botafogo-PB x Atlético de Alagoinhas-BA
Globo-RN x Representante do Piauí

VEJA OS CLUBES GARANTIDOS NA FASE DE GRUPOS

Alagoas - CRB
Bahia - Bahia e Vitória
Ceará - Ceará e Fortaleza
Pernambuco - Salgueiro e Sport
Paraíba - Treze
Maranhão - Sampaio Corrêa
Rio Grande do Norte - ABC
Sergipe - Confiança

*Site da FNF/CBF


Cruzeiro de Macaína continua invicto no Brasileiro de Futebol Feminino - Série A2

Edmo Sinedino,

cruzeiro_09No Brasil todo, não tenho dúvida, não existe uma federação de futebol tão incompetente como a nossa. Não mesmo.

O nosso representante disputando uma competição nacional de futebol feminino e a gente quase não sabe o que acontece, o que se passa, sobre os jogos e a equipe.

Um portal de notícias inúteis que não posta fatos, detalhes da partida, entrevistas com as principais jogadores, quem se destaca, quem brilhou no últimos jogos, enfim, isso seria o mínimo para gerar interesse dos torcedores, curiosidade e, quem sabe, num futuro próximo mais gente se interessasse em investir no futebol das meninas.

Vocês não vão acreditar, eu estou pasmo até agora, pois estamos no dia 4 de novembro, o Cruzeiro jogou ontem à tarde, 3, na Arena,  diante do Auto Esporte da Paraíba, 2 a 2, e a matéria que tem no site da entidade ainda é a do jogo passado, empate de 2 a 2, diante do UDA de Alagoas, fora de casa.

Um absurdo. É isso. Uma matéria sequer, muito mal os gols da rodada, sem escalação, uma foto genérica, o time junto, feita, certamente, às pressas, talvez seja até mesmo do pessoal do Cruzeiro. Um completo descaso.

Nunca na história desse Estado (plagiando Lula ao contrário) se viu uma administração tão prejudicial ao nosso futebol quanto essa capitaneada por José Vanildo da Silva. Me desculpem, meninas, como jornalista tinha a obrigação de saber mesmo sem a FNF, mas é que são tantas coisas aos mesmo tempo e não tenho mais equipe, trabalho só.

O Cruzeiro ocupa o terceiro lugar do Grupo C, com cinco pontos em três jogos - dois empates e uma vitória. 3 a 2 no Sport de Recife, fora de casa, empate de 2 a 2, fora de casa, diante do UDA/AL, e novo resultado de igualdade, 2 a 2, na Arena das Dunas, terça-feira (3), contra o Auto Esporte/PB.

No jogo de terça, só para dar mais visibilidade, o técnico Francisco Bernardes utilizou  Melissa no gol, Toró, Graça, Piu, Amanda, Andreia, Fernanda, Lidiane,  Fafá,  Andreza e Laureen, e ainda entraram Clara e Duda. Domingo, as meninas do Cruzeiro vão em busca de um resultado positivo diante do Náutico, nos Aflitos.

*Foto: site da FNF (sem nome do fotógrafo)


Pitacos? Eu, não!

Edmo Sinedino,

Me perdoem a grosseria, mas acho idiotice o cara ficar pitaqueando sobre resultado de futebol. Acho tão sem lógica. Se tem um esporte em que o pitaco é puramente o que diz a palavra, esse é o nosso.

Pitaquear, para depois ficar com a cara lambida, lavada, ou se fazendo de desentendido, como muitos comentaristas que desancam um jogador, uma contratação, e depois, vendo o sucesso do criticado, mas não têm a hombridade falar: errei.

Essa semana um desses idiotas disse que o São Paulo ia perder de cinco a um do Flamengo. Errou por um, mas ao contrário. O que ele falou depois? Nada, sorriso amarelo, mudando se assunto, fingindo que não é com ele.

Nunca falo resultado, e se falo, quando insistem, deixo bem claro que não tenho nenhum embasamento para fazê-lo, é, na verdade, um chute, como jogar na loteria. Sim, aponto favoritismo, mesmo em clássico, não fico em cima do muro. Placar, não.

Essa semana mesmo, quem me acompanha sabe, falei que o futebol brasileiro está nivelado por baixo, e citei três equipes que estão em melhor nível - Flamengo, Inter e Atlético Mineiro. Os três perderam, dois, na verdade, perderam feio.

O futebol. Continuo achando que os três são os melhores, mas confesso que sou obrigado, depois de três jogos, depois da saída de Luxemburgo, a colocar o Palmeiras nesse bloco pelo que vi em campo. E o São Paulo? Confesso, ainda não confio.

Quem diria que o Athletico Paranaense, atual campeão da Copa do Brasil, iria terminar o "primeiro turno" da Série A na zona de rebaixamento. Quer dizer, hoje o poderoso Furacão estaria rebaixado, assim como o Bragantino que investiu 80 milhões para estar na elite.

E o melhor de tudo. Os sites de estatísticas, diria, também pitacos, errariam longe se o campeonato terminasse agora. Apenas o Goiás faz parte do grupo das equipes que ele colocaram mais chance de queda. Não dar para falar antes de futebol, só bem depois.

Copa do Brasil:

hoje tem Flamengo x Athletico, será que o rubro-negro carioca já ganhou por ter vencido na Arena da Baixada de 1 a 0? O diabo é quem pitaqueia, mas a chance maior é dos cariocas, claro.

Palmeiras x Bragantino. Todos devem estar dando de barbada a passagem do Verdão, afinal venceu em Bragança de  3 a 1. Eu também acho, mas só acho.

Ceará x Santos. O primeiro, na Vila, 0 a 0. Vai dar o Vozão no Castelão? Jogo aberto total.

América Mineiro x Corinthians. Em São Paulo, vejam só, deu o Coelho, 1 a 0. Já passou? O Timão revigorado com a vitória sobre o Inter.

Juventude x Grêmio. No Olímpico vitória magra, 1 a 0, mas é claro que o favoritismo é do Grêmio.

Já foram

O São Paulo eliminou o Fortaleza, 3 a 3, no Castelão, e 2 a 2 no Morumbi, 10 a 9 nos pênalti.

O Cuiabá, vejam isso, eliminou o Botafogo, 1 a 0 no Rio, empate em casa nesta terça-feira, 0 a 0.

E Façam suas apostas.


Maior jogo da rodada, um dos melhores da Série A até agora, sob o comando de Caio Max

Edmo Sinedino,

Não fiz aqui, me penitencio, o registro da arbitragem de Caio Max Augusto Vieira, que dirigiu o grande clássico Flamengo 1 x 4 São Paulo. Uma atuação segura da partida que, além de ter sido uma das melhores do campeonato, sem dúvida, de muito difícil condução, um grande teste, e Caio passou com louvor.

Caio marcou dois pênaltis após revisão do VAR, anotou outro sem o recurso e soube "domar" os ânimos dos jogadores, não deixando nenhum dos lados interferir na seu trabalho. Mostrando ótimo preparo físico, firmeza na disciplina e apuro na técnica.

O melhor prêmio para um árbitro numa partida desse naipe é ele passar quase despercebido, o que foi impossível por conta do VAR, mas em nenhum momento sua atuação foi contestada ou desqualificada. Parabéns ao Caio!


A prisão do "Poderoso Chefão"

Edmo Sinedino,

Alecrim123_09Nem deveria, na verdade, falar desse assunto, perder tempo relembrando esse vigarista que passou em Natal. Anthony Armstrong, tudo indica, encerra sua vida de crimes. Foi preso nos Emirados Árabes, ele e mais sete cúmplices numa enorme lavagem de dinheiro.

Lembram dele? Sim, foi homem forte do Alecrim, tratado aqui como o grande benemérito do time verde, iria levar no clube à primeira divisão do futebol do Brasil. Na verdade, ele usou a todos para dar golpes com sua "Ecohouse". Enganou imprensa, torcedores e atletas.

Alertado por um amigo bem informado fiquei com o pé atrás. O entrevistei, mas sempre achando que era bom demais para ser verdade. E não era. Um impostou. Os furos foram aparecendo, as denúncias se avolumando, até que ele partiu daqui, fugido, ou quase.

Sumiu por muito tempo, depois tivemos notícias dele em Dubai. Uma outra notícia dava conta de que ele estava foragido, procurado pela Interpol. Finalmente, preso, semana passada nos Emirados. Acaba a vida de golpes do inglês.

Sim, ficou uma certa mágoa, me lembro, à época, 2012, muitos dirigentes-conselheiros do Alecrim me olhando atravessado porque eu denunciava o "Poderoso Chefão", isso até o dia em que todo mundo sabendo que ele era um embuste.

Tive alguns embates com sua ele, sua filha (ou enteada), sei lá, nas redes sociais. Depois, pouco tempo após sua fuga fiquei sabendo que ele havia dado entrada, ou ia dar, num processo contra mim, alegando calúnia e difamação.

Hoje, nosso, meu pobre Alecrim está fora de circulação, esperando a segunda divisão para voltar a fazer parte da elite do futebol potiguar. Pois é, não tem jeito, somos pródigos em abraçar, dar espaços para bandidões ligados ao esporte.


Na despedida do comando de "Cebola", Palmeiras vence com mais uma grande atuação

Edmo Sinedino,


A despedida do "Cebolismo", técnico interino Andrey Lopes, mais conhecido por Cebola. Coincidência ou não, se pela saída do Luxemburgo ou influência do novo comando, o Palmeiras é outro time.

Teve outra grande atuação ao vencer o Atlético Mineiro, agora quatro jogos sem vencer, por 3 a 1, gols de Raphael Veiga, Rony e Wesley, partida da 19ª rodada, realizada na tarde desta segunda-feira, no Allianz Parque. O novo treinador, Abel Ferreira, viu a a atuação do seu time da tribuna.

Foi sim uma vitória muito bonita, mas o Galo não foi humilhado pelo Verdão, como apregoou um comentarista, desses empolgados comentaristas de resultados. Uma partida e, que o clube paulista foi perfeito nas estratégias de jogo.

Marcação sob pressão e depois, ao esperar, já vencendo, e jogar em contra-ataques mortais, pois tem o talento de um Raphael Vega e Zé Rafael e a velocidade dos atacantes. O potiguar Gabriel Veron entrou no lugar de Roni aos 34 minutos do segundo tempo.

Mesmo sendo derrota, a equipe comandada pelo argentino Jorge Sampaolli saiu sim para o jogo, criou muitas situações de gols, inclusive com chances boas de marcar, antes mesmo do Palmeiras fazer seu primeiro gol. E assim é o futebol. Vale o registro de que a equipe jogou sem seu principal atacante, Keno, suspenso.

O Palmeiras volta a campo nesta quinta-feira para enfrentar o Bragantino, às 19h (de Brasília), no Allianz Parque, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil – o Verdão venceu a partida de ida por 3 a 1.

Já o Atlético-MG tem semana livre e volta a jogar no próximo domingo, quando recebe o Flamengo, às 18h15, no Mineirão, pela primeira rodada do returno do Brasileirão.
------
Em um espaço de três minutos, o Grêmio transformou um jogo sem grandes emoções em vitória sobre o Bragantino, na Arena, na noite desta segunda-feira. Com gols de David Braz e Orejuela aos 23 e 26 minutos do segundo tempo, o Tricolor bateu o Massa Bruta por 2 a 1 pela 19ª rodada do Brasileirão. Hurtado diminuiu aos 32, mas não foi suficiente para evitar a derrota e tirar o time paulista do Z-4.

O zagueiro potiguar Tonhão, cria do ABC, hoje conhecido como Rodriguez, no Grêmio, foi titular na partida contra o Bragantino, ao lado do David Braz.
O Grêmio sobe para a oitava posição na tabela, com 27 pontos. O Bragantino segue na zona de rebaixamento. É o 18º colocado, com 19.

61-80 de 10905