Sucupira é aqui

Carlos Alberto,

O prefeito de Sucupira, Odorico Paraguaçu, personagem de telenovela
interpretado pelo saudoso Paulo Gracindo, perde feio frente ao prefeito de
Natal, médico Álvaro Dias, que tal qual o presidente Jair Bolsonaro mantém um discurso negacionista e volta a defender tratamentos sem eficácia comprovada contra a covid-19.

Falar mal da Ivermectina deve ser obra da esquerda
comunista, marronzista e badernenta, diria Odorico Paraguaçu, mormentemente igual ao alcaíde Álvaro Dias e o Capitão Bolsonaro.

Prefeito Álvaro Dias, apenasmente caia na real. A farmacêutica Merck,
fabricante da ivermectina afirmou em comunicado, dias atrás, que não há
“nenhuma evidência significativa” de eficácia clínica no uso do medicamente para tratamento da Covid-19.

No comunicado, a farmacêutica ainda pontuou que há uma
preocupante ausência de dados sobre segurança da substância nesse contexto na maior parte dos estudos.

Mas vamos botar de lado os entretanto e partir logo pros finalmente.
No último sábado (20), o Diário Oficial do Estado publicou Decreto nº 30.379, recomendando medidas temporárias para restringir o horário de funcionamento de bares, restaurantes e congêneres até as 22 horas, suspendendo a realização de eeventos promovidos por entidades públicas ou privadas e suspendendo a comercialização e o consumo de bebidas em locais públicos após às 22 horas por um período de 14 dias. Na reunião que discutiu o decreto governamental nasexta-feira (19), o único prefeito da  Região Metropolitana que não compareceu foi exatamente o prefeito de Natal, Álvaro Dias. Obviamente contrário as medidas.

"As medidas preventivas são essenciais neste momento. O quadro se
agravou nos últimos dias. Ou a gente se dá conta da necessidade dessas medidas mais restritivas ou teremos dificuldades, porque só abrir novos leitos não vai resolver o problema", disse a governadora Fátima Bezerra, chamando atenção para a gravidade do momento e lamentando o ritmo lento de vacinação em todo o Brasil.

Em artigo publicado na Agência Saiba Mais o médico Íon Andrade
chama a atenção de que os números da região metropolitana da capital potiguar recomendam endurecimento. De acordo com Ion Andrade, "a região metropolitana vem apresentando uma taxa de ocupação de leitos críticos (UTI) superior a 80%, mais exatamente, a taxa tem flutuado nos últimos dias em 90% de ocupação e um dos parâmetros utilizados pela OMS (Organização Mundial de Saúde) para a recomendação do lockdown é a ultrapassagem dos 80% de ocupação de leitos".

Acesse o blogdobarbosa, 13 anos no ar sempre em defesa da democracia e da liberdade de expressão, clicando no link http://www.blogdobarbosa.jor.br

A+ A-