Sem ódio e sem paixões, dêem uma chance a democracia antes que seja tarde

Carlos Alberto,

Todos sabem minhas opiniões políticas, até porque como jornalista e principalmente como cidadão tenho o direito e o dever de me expressar livre e democraticamente, conforme a Constituição Federal.

Daí me reservar o direito de fazer um apelo público sem ódio e sem paixões. Dêem uma chance à Democracia antes que ela acabe de vez em nosso país.

Não vou entrar aqui no mérito de quem votou ou deixou de votar em Bolsonaro, tendo em vista que o voto é livre (ainda), mas fato é que o Brasil vive um momento de turbulência política, econômica e social, sobretudo, com o agravamento da pandemia do coronavírus por falta de uma política sanitária governamental e, pior ainda, pela insistência do negacionismo do presidente Jair Bolsonaro.

Me reporto a um artigo do general Santos Cruz no jornal O Estado de S. Paulo para externar, mais uma vez, a minha preocupação com a nossa frágil democracia. Segundo o militar do Exército, “a mentalidade anarquista do presidente age para destruir e desmoralizar as instituições, e banalizar o desrespeito pessoal, funcional e institucional. Junto com seguidores extremistas, alimenta um fanatismo que certamente terminará em violência.”

-O alerta do general Santos Cruz precisa ser ouvido. Ele representa o que o Exército tem de melhor, e é com ele que podemos contar para defender a democracia, disse o jornalista Diogo Mainardi, que é de direita, no site O Antagonista.

O general Carlos Alberto Santos Cruz, que chegou a exercer a chefia da Secretaria de Governo, hoje ocupada pelo general Ramos, foi exonerado em 2019 e a baixa foi atribuída ao “desalinhamento” com o presidente em questões como comunicação e a centralização de poder na sua pasta.

Afirmo e reafirmo que o presidente Jair Bolsonaro continua desafiando as instituições e isso é um perigo à democracia. Denúncias afloram na CPI da Covid sobre o uso do chamado "gabinete do ódio" para plantar notícias falsas até com relação ao uso de medicamentos não eficaz no tratamento da covid-19 e agora mais um agravante: o senador Randolfe Rodrigues, vice presidente da CPI, disse que o "gabinete paralelo" atuava com um esquema de corrupção. Clique aqui para ver e ouvir.

Sem falar no bolsolão, esquema de compra de votos de parlamentares do centrão denunciado pelo Estadão, numa clara afronta à sociedade e ao próprio TCU (Tribunal de Contas da União), órgão controlador das contas públicas, que já está investigando o caso.

Portanto, sem essa de esquerda, direita, centro-direita ou seja lá o que o vá-lha, é preciso deter a sanha anti-democrática do presidente Jair Bolsonaro antes que seja tarde demais. Àqueles (as) que defendem o presidente com unhas e dentes sem enxergar a um palmo do nariz o perigo da "mentalidade anarquista" de Bolsonaro, como bem afirmou o general Santos Cruz, podem se arrepender mais tarde e chorar o leite derramado. O alerta vem sendo feito não só no Brasil, mas de forma mundial.

A conferir!

Em tempo: veja e ouça o meu comentário no BB News TV no blogdobarbosa e no Canal Youtube. Falo sobre o presidente Jair Bolsonaro continuar desafiando as instituições sem nada acontecer. Confira aqui 


A+ A-