Sem açodamento governo Fátima cumpre o seu papel em defesa da vida

Carlos Alberto,

Não faz tanto tempo assim a governadora Fátima Bezerra (PT) usou sua conta no twitter para dizer: "nosso objetivo é proteger a vida e a saúde do povo. Não se pode, de maneira nenhuma, deixar que qualquer divergência de natureza política, ideológica ou eleitoral, tire o nosso foco que é cuidar da saúde da população."

Registro a fala da governadora para dizer que o governo do Rio Grande do Norte estava certo em, principalmente, pensar em preservar a vida diante da crise sanitária que se instalou no mundo com a pandemia do coronavírus. Aliás, bom ressaltar que o governo do estado foi o primeiro no país a implantar um protocolo de medidas visando a pandemia, isso ainda no final de janeiro quando convocou uma coletiva para anunciar as ações a serem desenvolvidas.

O "fique em casa" foi e continua sendo um bordão do governo Fátima que, em que pese as críticas de alguns, deu resultado. O fato do Rio Grande do Norte figurar entre os estados com quadro de estabilidade no combate a pandemia nas últimas semanas comprova isso. No entanto, não custa lembrar que os estados de SP, GO e RN, que estavam em estabilidade, agora registram alta nas mortes, segundo a variação da média dos 7 últimos dias em relação à média de duas semanas atrás, divulgado pelo consórcio de veículos de imprensa na noite desta segunda-feira (21). Isso serve de alerta para o não relaxamento.

Dentre as medidas acertadas está também a decisão da governadora de só liberar o retorno as aulas na rede pública estadual de ensino em 2021.
Trata-se de uma medida, acima de tudo, para proteger a saúde de crianças, adolescentes e professores diante da pandemia do coronavírus.

Somado as medidas para proteger a saúde dos norte-riograndenses, o governo Fátima vai aos poucos retomando o ritmo normal da economia sem açodamento. Ainda nesta segunda-feira (21) o governo do RN lançou o Programa RN Cresce +, plano multisetorial de incentivo à retomada e crescimento da economia com ações de curto, médio e longo prazo.

O programa prevê incentivos fiscais, desburocratização, melhoria no ambiente de negócios e novos investimentos para a geração de emprego e renda. As propostas integram projetos de Lei e decretos de adequação da legislação vigente e precisam ser aprovadas pela Assembleia Legislativa.

Detalhe: o presidente do grupo Guararapes, Flávio Rocha, participou do ato de forma virtual e considerou o RN Cresce + “um marco para recuperar nossa capacidade competitiva. Renova a capacidade de luta para disputar espaço na economia neste momento pós-Covid-19. O RN tem vocação natural para a cadeia têxtil, podemos transformar a nossa realidade levando prosperidade para o estado. Anuncio agora que vamos gerar mais 1.369 empregos a partir de outubro. Governadora conte conosco neste novo momento de retomada da economia”. 

Acesse o blogdobarbosa, 13 anos no ar sempre em defesa da democracia e da liberdade de expressão, clicando no link http://www.blogdobarbosa.jor.br

A+ A-