Fátima Bezerra, a governadora da saúde

Carlos Alberto,

Pode parecer um clichê o que vou dizer, mas a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, do PT, está se notabilizando como a governadora da saúde pelo seu empenho em fazer com que a saúde pública no estado funcione efetivamente, sobretudo, no combate a pandemia da Covid-19.

Fátima Bezerra, assim como outros governadores cancelou o ponto facultativo do carnaval, mesmo contrariando o setor hoteleiro e de bares e restaurantes, para preservar a saúde do povo potiguar. Fátima Bezerra não tomou uma decisão deliberada, ela ouviu o Comitê Científico que a alertou sobre os riscos de adotando o ponto facultativo as aglomerações serem bem maiores dos que as que ocorreram na praia da Pipa, por exemplo, no último final de semana.

Por isso, e por determinação da governadora Fatima Bezerra uma equipe das forças de segurança do Rio Grande do Norte seguiu para Pipa, no município de Tibau do Sul, com uma missão: coibir aglomeração e evitar cenas “lamentáveis” como as que foram registradas.

“Naturalmente, pregamos o diálogo, mas onde houver omissão municipal, o governo vai agir porque o que está em jogo é a vida das pessoas. “Espero que haja bom senso, empatia, solidariedade, que haja o sentimento de amor ao próximo,” disse Fátima Bezerra.

Está certa a governadora! No momento em que há um recrudescimento da pandemia em todo o mundo, a governadora do Rio Grande do Norte mostra a sua preocupação e o seu dever como gestora de zelar pela saúde da população.

“Estamos aguardando a audiência do ministro Eduardo Pazuello. Já faz 15 dias que o fórum dos governadores pediu essa audiência. A pauta central é vacina, vacina, vacina”, pontuou a governadora em entrevista ao programa Boa Noite 247, da TV Brasil 247, colocando que “nós precisamos tratar do cronograma de distribuição dessas vacinas. Nós precisamos de segurança nas datas que estão previstas as entregas para os estados”.

A governadora não mede esforços quando o assunto é saúde pública, já tendo conseguido aprovar na Assembleia Legislativa a lei que cria os Consórcios Intermunicipais de Saúde, que quando implantados irão beneficiar, sobretudo, a população do interior do estado, e equipado UTIs em vários hospitais da rede pública estadual de saúde, ao invés de investir num hospital de campanha para tratamento da Covid, que só iria beneficiar pacientes de Natal e da Grande Natal. A governadora neste caso pensou no macro da assistência à saúde e não no micro.

Aliás, a governadora Fátima Bezerra não se cansa de trabalhar em prol da saúde do povo. Como parte das ações de fortalecimento dos hospitais regionais do Estado, a governadora inaugurou a reforma do Pronto Socorro do Hospital Regional Monsenhor Antônio Barros, em São José de Mipibu, no Agreste potiguar.

O hospital, referência no atendimento obstétrico na região, recebeu um investimento de R$ 3,6 milhões – recursos viabilizados pelo Governo Cidadão, via empréstimo junto ao Banco Mundial –  para as obras e aquisição de equipamentos da maternidade e da porta de urgência e emergência.

Como bem disse o cientista político Daniel Cara, do Psol, que foi o grande articulador para a aprovação do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), "Fátima Bezerra é a melhor governadora do Brasil". Veja vídeo clicando aqui

Acesse o blogdobarbosa, 13 anos no ar sempre em defesa da democracia e da liberdade de expressão, clicando no link http://www.blogdobarbosa.jor.br

A+ A-