É preciso que a oposição deixe de jogar pra plateia e aprove o crédito suplementar, sem picuinhas

Carlos Alberto,

É hora da oposição deixar de lado as picuinhas políticas e de jogar pra plateia e aprovar logo o pedido de crédito suplementar ao OGE (Orçamento Geral do Estado), feito pelo governo no valor de R$ 1.779.169 bilhão, quando é sabedor que parte dos recursos será destinado ao pagamento de pessoal.

Aliás, quando relator do OGE para 2019, o então deputado Fernando Mineiro (PT), hoje secretário extraordinário para Gestão de Projetos e Metas de Governo, já havia alertado o déficit de R$ 1,87 bilhão na peça orçamentária que precisava ser enfrentado. Ou seja, os nobres deputados eram sabedores do problema e aprovaram um orçamento com déficit.

É chegado o momento da oposição deixar a retórica do discurso de lado e dividir as responsabilidades com o governo, abandonando a falácia de que o pedido de crédito extra é uma "pedalada fiscal" e que, portanto, o Executivo tem que consultar o Ministério Público de Contas. Está parecendo que a oposição quer tirar o braço da seringa não se comprometendo a dar o aval ao Projeto de Lei que vai beneficiar principalmente os servidores públicos.

Tem oposicionista dizendo que a abertura de crédito é desnecessário, alegando que o governo poderia garantir o crédito extra através de um decreto, apenas comunicando à Casa legislativa. Outros dizendo que há improbidade no Projeto de Lei. Ora, ora, ora, se o governo encaminhou um Projeto de Lei à Assembleia Legislativa para aprovação é porque quer tá respaldado na legalidade, sem fazer as coisas as escuras.

Se fizesse como sugeriu um deputado de oposição, através de um decreto, esse mesmo parlamentar depois iria dizer que o governo passou por cima do Legislativo não submetendo o pedido de suplementação de verba à Casa.

Lembro só que a maior parte dessa verba extra é para pagar os servidores o mês de dezembro e o 13º salário, esses mesmos servidores que clamam de forma justa pelo pagamento em dia e que a oposição com discursos retóricos "defende", mas que na prática usa de outra medida.

Vamos parar de jogar pra plateia Srs deputados de oposição, pois que o salário de dezembro, mais o 13º e, salvo engano o 14º e os quase três meses de férias de V.Ex.ª (S) já estão garantidos. Se comprometam com o governo aprovando o Projeto de Lei de suplementação de verba ao OGE, garantindo assim o peru na mesa dos servidores nas festas de fim de ano para que depois não venham a ser cobrado, pois a fatura poderá ser alta em eleições futuras.

A conferir! 

Acesse o blogdobarbosa, 12 anos no ar sempre em defesa da democracia e da liberdade de expressão, clicando no link http://www.blogdobarbosa.jor.br

A+ A-