Até que ponto a disputa fratricida entre Marinho e Faria interessa ao eleitor?

Carlos Alberto,

Não sei qual o maior grau de importância para o eleitor, se a disputa fratricida entre os dois ministros Rogério Marinho e Fábio Faria para ver quem ganha a simpatia do presidente Jair Bolsonaro para disputar o Senado, ou se o fato dos dois temerem a disputa direta com a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, do PT, candidata a reeleição.

Os dois já se lançaram candidatos a senatória, inclusive, com formação de chapas. O lógico aí seria a formação de uma chapa puro-sangue, com um disputando o Governo e o outro o Senado,

No entanto, me parece que tanto Rogério Marinho quanto Fábio Faria temem o desafio de enfrentar Fátima Bezerra nas urnas, mesmo tecendo críticas a governadora e até com divulgação de fake news em redes sociais contra o governo petista. Se criticam o governo petista deveriam disputar a sucessão estadual para apresentar propostas para o estado, do contrário as críticas não passam de discursos retóricos.

O certo é que, assim como o presidente Jair Bolsonaro defende o voto impresso, um retrocesso que beneficia os currais eleitorais com a quebra do sigilo do voto, Rogério Marinho e Fábio Faria parecem querer reeditar o "voto camarão". Pra quem não sabe no chamado "voto camarão" o eleitor escolhe o corpo tirando a cabeça. Cada eleitor que escolha por si. Portanto, se os ministros Rogério Marinho e Fábio Faria não formarem chapa única, com um saindo candidato ao governo e o outro ao Senado, e optando ambos por formação de chapas isoladas, os candidatos ao governo apoiados por eles correm esse risco. Olhos bem abertos deputado Benes Leocádio e prefeito de Ceará Mirim, Júlio César Soares, vocês podem tá embarcando numa canoa furada.

Lembrando que o deputado federal Benes Leocádio já se pronunciou candidato a governador formando chapa majoritória com o ministro Rogério Marinho, candidato ao Senado. E o prefeito de
Ceará Mirim, Júlio César Soares, já foi anunciado pelo ministro Fábio Faria como o seu candidato ao governo e ele [Faria] à senatória.

Acho que o eleitor bolsonarista gostaria de ver o destemor dos ministros Rogério Marinho e Fábio Faria formando chapa puro-sangue com o apoio, óbviamente, do presidente Jair Bolsonaro, que se não houver nenhum percalço até as eleições, deverá sair candidato a reeleição com ou sem o voto impresso, como deseja.

A conferir!

Em tempo: veja e ouça o meu comentário sobre o assunto no BB News TV no blogdobarbosa e no Canal YouTube clicando aqui


A+ A-