Argentina de Messi "cagou" para o Brasil bolsonarista

Carlos Alberto,

A Argentina é campeã da Copa América 2021! Não poderia ser melhor para los hermanos ver a seleção deles ser campeã e ganhando no tempo normal de jogo para a seleção brasileira de Neymar e Cia dentro do Maracanã. Ufa! Um novo Maracanaço. O primeiro foi em 1950, quando perdemos para o Uruguai a Copa do Mundo. Maracanã, o karma sulamericano da seleção brasileira. Sem falar no chocolate da Alemanha de 7 a 1, na Copa do Mundo realizada no Brasil, mas este foi no Mineirão.

A diferença é que desta vez o governo Bolsonaro apostou todas as fichas no ópio brasileiro que é o futebol, ou seja, a seleção brasileira sendo campeã da Copa América, dentro do Maracanã, o povo brasileiro iria esquecer o preço do gás de cozinha, a alta dos combustíveis, a inflação galopante, os escândalos dia sim outro sim envolvendo o presidente, o negacionismo do governo contra a ciência que está levando o país a mais de meio milhão de pessoas mortas pela Covid-19 e a CPI da Covid, que a cada dia revela os esquemas montados para compra de vacinas superfaturadas.

A Copa América só foi realizada no Brasil porque o presidente Jair Bolsonaro fez de tudo para trazê-la pra cá, mesmo o país passando por uma grande crise sanitária sem precedentes em nossa história. A própria Argentina, país que acabou se sagrando campeão do torneio, recusou a realização do evento lá devido a pandemia.

Durante a final da Copa América, o canal do sogro da ministro da "Propaganda", Fábio Faria, segundo o UOL, teve 20,3 pontos de audiência em São Paulo, e a Globo ficou com 19,3. Durante o torneio foi a única vez que o STB do sogrão conseguiu bater a emissora dos Marinho, assim mesmo com um alcance de audiência desprezível. Em 2019, na semifinal entre Argentina e Brasil do mesmo torneio, a Globo marcou 44 pontos de audiência.

Fato é que com um belo gol de Di Maria, ainda no primeiro tempo, a equipe argentina venceu por 1 a 0 o Brasil, na noite de sábado (10), no Maracanã, e chegou à 15ª taça do torneio continental. Agora, a Albiceleste é a maior campeã, ao lado do Uruguai. A seleção brasileira não consegue o bicampeonato e estaciona em nove taças, em terceiro no ranking.

Ao contrário de Neymar que não consegue um título pela seleção principal do Brasil , acabou também a espera de Lionel Messi pelo primeiro título com a camisa da seleção argentina. Campeão de tudo com o Barcelona, o craque já havia sido vice-campeão da Copa América em 2007, 2015 e 2016, além de ter ficado também com o segundo lugar da Copa do Mundo de 2014, perdendo a decisão para a Alemanha, no próprio Maracanã.

Daí repetir que a Argentina de Messi, mesmo dentro do Maracanã, não tomou conhecimento do Brasil e "cagou" literalmente nos sonhos de Bolsonaro e bolsonaristas para ver a seleção brasileira campeã e o povo brasileiro embebecido pelo ópio do ufanismo da "pátria de chuteiras", esquecendo os problemas que afligem o país a ponto de 54% das pessoas já quererem o seu impeachment, segundo pesquisa DataFolha divulgada horas antes da final.

Em tempo: veja e ouça meu comentário no BB News TV no blogdobarbosa e no Canal YouTube clicando aqui

A+ A-