Setor produtivo do Rio Grande do Norte já chegou no limite, diz Marcelo Queiroz

Diógenes Dantas,
Fecomércio
Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio, não recebeu bem a renovação do isolamento social por decisão da governadora Fátima Bezerra.

O empresário Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio, foi um dos mais incisivos na defesa da retomada econômica em reunião ontem (15) da governadora Fátima Bezerra com o grupo do setor produtivo que avalia o isolamento social.

Queiroz demonstrou todo seu desagrado quando a governadora informou a renovação do decreto de isolamento até o dia 24 de junho. A videoconferência se desenrolou num ‘climão’.

Encerrado o encontro virtual, a governadora Fátima Bezerra telefonou para Marcelo Queiroz e renovou o pedido de apoio ao novo decreto de isolamento. “Por mais uma semana, eu prometo. Me ajude por mais uma semana. No dia 24, vamos retomar a economia”, disse Fátima.

Hoje (16), Marcelo Queiroz declarou o seguinte ao portal nominuto: "A economia está além do limite que pode suportar. O comércio já demitiu cerca de dez mil pessoas, o setor deixou de faturar, até o final de maio, R$ 192 milhões. Além disso, os números que temos hoje no Estado, relativos ao avanço da doença, permitem que o protocolo de retomada seja implantado, já que ele é extremamente rigoroso e prevê passos firmes e graduais com responsabilidade e toda a segurança possível para empreendedores, colaboradores e clientes”.

Apesar da palavra da governadora, os empresários não têm certeza de que poderão reabrir seus negócios na próxima semana.

Tags: economia Fecomércio isolamento Marcelo Queiroz
A+ A-