Expedito comenta declarações de Godeiro sobre caso dos precatórios

Diógenes Dantas,

O assunto é indigesto, mas o desembargador Expedito Ferreira, presidente da Esmarn, não fugiu hoje (16) do questionamento que fiz sobre as declarações do colega aposentado Rafael Godeiro ao apontar erros do TJ, MP e TCE na apuração do escândalo dos precatórios.

"O trabalho foi realizado de maneira satisfatória e o caso agora está no âmbito do CNJ e do STJ", comentou o magistrado.

Em entrevista ao Novo Jornal, Rafael Godeiro disse o seguinte: "Houve falha de quem investigou. Acho que houve uma omissão e falha muito grande da sindicância do TJ, conduzida pelo desembargador Caio Alencar, do Tribunal de Contas e do Ministério Público Estadual". E cobrou a apuração dos fatos no período da presidência da desembargadora Judite Nunes, que denunciou o esquema.

"Está é a posição individual de Rafael Godeiro. O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte tem uma história repleta de êxitos e este caso foi pontual. E tudo já foi resolvido", comentou Expedito Ferreira.

A+ A-