Especialista diz que TV e rádio ainda são mais influentes em campanha eleitoral

Diógenes Dantas,
Fladson Soares/Nominuto
Bruno Oliveira acredita que a propaganda na TV e no rádio tem maior capacidade de influenciar o eleitor; redes sociais são complementares.

A propaganda na TV e no rádio tem maior capacidade de influenciar o eleitor. A opinião é do cientista político Bruno Oliveira, especialista em marketing digital.

Ele explicou que esse início das veiculações desperta na população a sensação de que a campanha realmente está começando. 

“Ainda há uma certa frieza das pessoas em relação à campanha eleitoral. As assessorias estão trabalhando, mas lá na ponta, no povão, nas pessoas que vão precisar definir seu voto, as coisas vão chegando de forma mais lenta”, disse.

Para Bruno, as redes sociais são complementares na propaganda eleitoral. 

“Elas não chegam a influenciar o eleitor tanto quanto a televisão e o rádio. Ainda há uma penetração muito maior desses dois veículos do que a internet. Como estratégia de campanha, as redes sociais ainda podem ser vistas como algo complementar e não fundamental”, avalia. 

Eu conversei com Bruno Oliveira hoje no RN Acontece.

Confira a seguir:


DD.

Tags: Bruno Oliveira RN Acontece
A+ A-