Desafio de Carlos Eduardo Alves é ser conhecido no interior do Estado

Diógenes Dantas,
Fladson Soares/Nominuto
O candidato Carlos Eduardo conta com José Agripino Maia e Garibaldi Alves Filho para ampliar sua presença nas diversas regiões.

O início da propaganda eleitoral amanhã (31) pode ajudar Carlos Eduardo Alves (PDT) a resolver um problema recorrente desde que se prontificou a disputar o governo estadual: o desconhecimento de sua figura no interior do Estado.

Isso é cantado em verso e prosa nas eleições deste ano por adversários e até aliados.

No começo da semana, o senador José Agripino Maia (DEM), que optou por uma candidatura à Câmara dos Deputados, me dizia que o ex-prefeito de Natal faz um esforço danado para se tornar conhecido no interior.

Sem dúvida, Carlos Eduardo conta com Agripino e Garibaldi Alves Filho (MDB) para ampliar sua presença nas diversas regiões.

Não era para ser assim. 

Além de ex-deputado estadual, prefeito de Natal em quase quatro mandatos e integrante de um dos mais tradicionais clãs políticos, os Alves, Carlos Eduardo disputou o governo estadual na eleição de 2010.

Portanto, em tese, Carlos Eduardo deveria ser um nome mais conhecido em todo o Estado. E não é.

Na Festa de Santana em Caicó, por exemplo, ele teve de ser escoltado e apresentado o tempo todo por lideranças políticas que o apoiam na atual jornada eleitoral.

Em alguns momentos, sem a presença destas lideranças locais, se viu abandonado em algum canto de parede, sem que as pessoas comuns o abordassem para um simples aperto de mão. Uma selfie, nem pensar.

A meu ver, isto se deve a dois aspectos:

No interior, as pessoas gostam do calor humano, da presença e do contato com os políticos. Elas gostam de tocar, abraçar e, se for possível, tomar uma com o cara.

Já Carlos Eduardo, de estilo mais introvertido no modo de fazer política, sempre priorizou suas gestões na capital, o que, do ponto de vista dele, foi correto.

Mas quem possui um projeto eleitoral, como o de governador, tem que rodar o Estado, estar presente com as lideranças de cada região, dar entrevistas nas rádios e veículos locais, não faltar a festas de padroeiras, enterros, batizados e tudo mais.

Todo esse roteiro está sendo seguido à risca pelos políticos-candidatos na atual campanha, inclusive por Carlos Eduardo.

Diferentemente do ex-prefeito de Natal, seus principais adversários na luta pelo governo - Fátima Bezerra (PT) e Robinson Faria (PSD) - apostam todas as fichas no interior.

Além do recall da eleição para o Senado em 2014, Fátima Bezerra tem a favor dela o amplo trabalho de interiorização dos instituto federais (IFs).

Já Robinson Faria sempre teve um perfil municipalista, e costuma dedicar várias horas do seu dia aos prefeitos e lideranças do interior do Estado. Faz visitas recorrentes aos municípios.

Eis o grande desafio de Carlos Eduardo: se tornar conhecido em cada recanto do Rio Grande do Norte. 

Isso pode ser fundamental para garantir a presença em eventual segundo turno da eleição, e consequente vitória, claro, na etapa final.


Confira o vídeo:


Tags: Carlos Eduardo Eleições 2018 PDT
A+ A-