TIM reforça cobertura no RN com ampliação do número de biosites

Airton Bulhões,

  A TIM tem investido em alternativas para expandir a cobertura e reduzir o impacto visual das antenas de telefonia nas cidades. Em 2019 a operadora instalou, no Rio Grande do Norte, cinco biosites - torres com aparência de postes metálicos que recebem equipamentos de telecomunicações.

  Para este ano, a expectativa da companhia é ativar mais quatro equipamentos emNatal. A iniciativa faz parte do plano de expansão da sua cobertura sustentável e com foco na qualidade dos serviços. Os novos biosites vão ampliar a capacidade da rede local.

  Em 2020, os biosites foram instalados em Natal, Tibau do Sul e São Gonçalo do Amarante, encerrando o ano com o total de 35 antenas sustentáveis em sete municípios potiguares. 

  As torres têm aparência de um poste metálico que acomoda no seu interior equipamentos de telecomunicações (2G, 3G e 4G). A solução, desenvolvida e patenteada pela TIM, reforça a cobertura em locais de alta densidade de tráfego de voz e dados, sem impacto ao meio ambiente urbano pela simplicidade da estrutura e facilidade de instalação.

  O equipamento está presente em outras cidades brasileiras como Salvador, Rio de Janeiro, Maceió, Natal, Recife, Ceará, Brasília, Curitiba e São Luís.

SAIBA MAIS

  O biosite é uma estrutura metálica capaz de suportar todos os equipamentos necessários para a instalação de uma Estação Rádio Base (ERB) de forma compacta.

   As antenas são percebidas como um prolongamento do próprio poste. A utilização deste formato, similar aos postes de iluminação existentes na cidade, evita a necessidade de gabinetes externos ou de uma estrutura auxiliar. 

   Este modelo de site também poderá ser disponibilizado para uso de câmeras de segurança.

z29Lryt.jpg


A+ A-