Resultados das exportações em setembro mostram sinal de recuperação econômica

Airton Bulhões,

A Federação das Indústrias de São Paulo está comemorando o resultado da balança comercial de setembro, que apresentou o maior superávit mensal já registrado, de US$ 6,2 bilhões.

  Este saldo recorde, em plena pandemia, é mais um sinal que a recuperação econômica está em curso e se acelerando. Somam-se a este dado a reação verificada nos indicadores de produção industrial, de vendas no comércio e nas sondagens setoriais de confiança, que já se aproximam, e em muitos casos ultrapassam, os valores verificados antes do choque econômico provocado pela Covid-19.


  Esses sinais indicam que o pior da crise já foi superado. Mais uma vez a economia brasileira se mostra resiliente e dinâmica e aponta para uma recuperação mais rápida do que se previa inicialmente. Para consolidar a retomada que resultará na geração de emprego e de renda, é necessário aprovar as reformas estruturais, como a administrativa e a tributária, e equacionar a questão fiscal.

  Resultados preliminares sobre o comportamento das exportações nos primeiros dias de outubro pelo IBGE apontam que na 2ª semana de Outubro de 2020, a balança comercial registrou superávit de US$ 1,716 bilhão e corrente de comércio de US$ 7,03 bilhões, resultado de exportações no valor de US$ 4,373 bilhões e importações de US$ 2,657 bilhões.

  No mês, as exportações somam US$ 6,389 bilhões e as importações, US$ 3,706 bilhões, com saldo positivo de US$ 2,682 bilhões e corrente de comércio de US$ 10,095 bilhões.

  No ano, as exportações totalizam US$ 162,912 bilhões e as importações, US$ 118,041 bilhões, com saldo positivo de US$ 44,871 bilhões e corrente de comércio de US$ 280,953 bilhões.

llVV0nM.jpg

foto: Moraes Neto
A+ A-