Preço da gasolina no ano na região Nordeste tem reajuste de 21% até maio

Airton Bulhões,

   Segundo o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), a Região Nordeste registrou aumento de 1,87% no preço médio da gasolina em maio, na comparação com o mês anterior.

  No acumulado do ano, a alta é de 21,47% e o combustível foi comercializado nos postos no último mês pelo valor médio de R$ 5,783 o litro.

  Já o etanol avançou 6,07% em relação a abril, e 32% se considerados os preços médios em maio e em dezembro do ano passado. O combustível foi encontrado nas bombas a R$ 4,892, na média do mês passado.

  “Em quase todos os estados do Nordeste houve aumento nos preços da gasolina. No Sergipe, a única redução registrada foi de 0,54%. Já no Piauí, o combustível ultrapassou a faixa de R$ 6,00”, destaca Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

  Nos postos piauienses, a gasolina foi comercializada a R$ 6,047, após aumento de 2,95% nos preços.

   A alta mais significativa da região, no entanto, foi registrada na Bahia, de 3,49%. O preço médio por litro mais barato foi encontrado na Paraíba, a R$ 5,486.

  As bombas na Paraíba também comercializaram o etanol com o menor valor médio do Nordeste, a R$ 4,676. Já o combustível mais caro foi encontrado em Alagoas, a R$ 5,048, e o maior aumento no Piauí, de 11,25%.

DIESEL TAMBÉM AUMENTA

“Os preços do diesel e do diesel S-10 também avançaram na Região Nordeste. Enquanto o tipo comum foi comercializado a R$ 4,684, após aumento de 5,92% em relação a abril, o tipo S-10 registrou alta de 5,95% e preço médio de R$ 4,722”, pontua Pina.

Tanto o diesel comum quanto o diesel S-10 foram encontrados pelo maior preço médio em Alagoas, a R$ 4,866 e R$ 4,920, respectivamente. Já os aumentos mais significativos foram registrados na Paraíba, onde o tipo comum avançou 7,55%, e o S-10, 6,62%.

  Os postos da Bahia apresentaram o diesel comum com menor preço médio, de R$ 4,588, e o diesel S-10 com o litro mais barato foi comercializado em Pernambuco, a R$ 4,542.

  O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados à Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca.

Q2MyiHi.jpg

A+ A-