Pesquisa aponta que 64,5% dos natalenses preferem água mineral natural para consumo

Airton Bulhões,

  Segundo pesquisa nesta segunda-feira 64, 5% dos natalenses  prefere consumir água mineral e apenas 25% a  água oferecida pela Caern. A consulta foi divulgada pelo Sindicato das Águas Minerais e Bebidas em Geral do RN ((Sicramirn).

  Em Natal a água oferecida pela Caern só serve para lavar pratos ou abastecer piscinas e uma curiosidade os moradores da Zona Norte são percentualmente os maiores consumidores de água mineral natural.

   A pesquisa realizada pela Consult entrevistou 1.700 pessoas, distribuídas em 12 regiões do estado, entre 14 e 19 de janeiro deste ano. O levantamento apresenta um diagnóstico inédito do setor.

  Entre os entrevistados, 41.9% declararam que o principal critério de escolha é a qualidade da água consumida, seguido de menor preço (36,9%), praticidade (19,7%) e facilidade de compra (17,8%).

  Para Roberto Serquiz, empresário do setor e presidente do Sicramirn, o resultado da pesquisa é considerado bastante positivo, porque demonstra que o potiguar prioriza a garantia de qualidade e segurança que o consumidor valoriza o produto e confia na indústria da água mineral natural potiguar. Isso nos traz uma maior responsabilidade e a certeza de que podemos seguir ampliando essa relação de confiança.

SAIBA MAIS

  Segundo a pesquisa do Sicramirn, a preferência aumenta para 77.9%, na capital. O comportamento tem maior destaque na Zona Norte, onde 89,6% da população escolhe água mineral natural para consumo. Em segundo lugar vem a Zona Leste (80%), seguida da Zona Sul (68,8%) e Zona Oeste (66,3%).

  Quando perguntados sobre quanto pagam por um galão de 20L de água mineral natural, a média das respostas oferecidas pelos entrevistados em Natal varia de R$4,65 na Zona Oeste da Cidade a R$6,27 na Zona Leste.

   Na Zona Norte, os entrevistados afirmaram pagar cerca de R$4,97 pelo garrafão e na Zona Sul, a média de preço é de R$5,92.

   Em todo o estado, a média de valor pago por galão de 20L é R$ 4,92, o mais barato do Nordeste. “Nos estados vizinhos como a Paraíba, o preço é acima de R$ 7 e em Fortaleza, o valor ultrapassa R$ 10”, compara Serquiz.

Ainda de acordo com os dados obtidos, 25,2% dos entrevistados no RN declaram ter preferência por consumir água tratada da concessionária (Caern) e 4,70%, por água de poço artesiano.


A+ A-