Nordeste fica de fora do ranking de Competitividade dos Estado destaque só para o Piauí

Airton Bulhões,

  Segundo o ranking de Competitividade alguns estados do Nordeste avançaram posições importantes mas mesmo assim a região não tem nenhum estado entre os dez mais competitivos do país.

  As informações são da edição de 2021 do Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado pelo Centro de Liderança Pública em parceria com a Tendências Consultoria. 

 Na edição deste ano, quatro Estados da região subiram de posição, com o destaque para o Piauí, que foi o que mais avançou posições em todo o Ranking, passando da 26º para a 20º colocação em relação ao ano passado.

  Por outro lado, três Estados da região perderam posições, com destaque para o Ceará, que estava na 10ª colocação em 2020, e caiu duas posições neste ano. Além disso, dois Estados conseguiram manter a mesma posição do ano passado, no caso, Bahia(18ª posição) e Maranhão (23ª posição).

O Rio Grande do Norte caiu duas posições em relação ao ano passado e agora está no 22º lugar.

  Pesou para o resultado a queda de três posições no pilar de Infraestrutura (13ª colocação) e de sete posições em Sustentabilidade Ambiental (23ª colocação).

  Ainda assim, o Estado conseguiu importantes avanços ao subir três posições no pilar de Eficiência da Máquina Pública (18ª colocação) e três em Segurança Pública (18ª colocação). Permaneceu na 16ª posição no pilar de Educação e na 16ª em Sustentabilidade Social, mesmas posições do Ranking de 2020.

  O principal desafio do estado está no pilar de Solidez Fiscal, no qual ocupa a 25ª posição.

  Na décima edição consecutiva do Ranking de Competitividade dos Estados, a avaliação das 27 unidades federativas foi ampliada de 73 para 86 indicadores, distribuídos em dez pilares temáticos considerados fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública dos estados brasileiros: Infraestrutura, Sustentabilidade Social, Segurança Pública, Educação, Solidez Fiscal, Eficiência da Máquina Pública, Capital Humano, Sustentabilidade Ambiental, Potencial de Mercado e Inovação.


A+ A-