Banco do Nordeste se consolida como agente financeiro para o setor de carcinicultura

Airton Bulhões,

O Banco do Nordeste aplicou de 1º de janeiro a 30 de setembro deste ano em projetos de carcinicultura  no Rio Grande do Norte R$ 11 milhões. Teve um acréscimo  de 28% em relação ao mesmo período do exercício anterior que foi de R$ 8,6 milhões. 

  Por conta do apoio dado pela instituição ao setor e como principal agente financeiro da atividade na região, o Banco do Nordeste foi homenageada  nesta quinta-feira com uma placa comemorativa pela diretoria da Fenacam dentro da realização da 16ª Feira Nacional do Camarão.

  Os produtores de camarão estão otimistas com a retomada da carcinicultura, com aumento gradativo da produção e possibilidade, já em 2020, de o camarão voltar com força à pauta de exportações do país.  

  Os negócios realizados no setor, em 2019, no Rio Grande do Norte, localizam-se nos municípios de Guamaré, Macau, Mossoró, Canguaretama, Vila Flor e Ceará-Mirim, com predominância de projetos de pequenos e médios portes

  Durante a programação do evento o superintendente estadual do Banco do Nordeste no Rio Grande do Norte, Jorge Bagdeve, fez palestra para produtores sobre "Linhas de financiamento para o setor carcinicultor e aquicultor".  


A+ A-