Consumidores buscam energia voltaica para fugir do aumento da taxa de energia elétrica

Airton Bulhões,

 Com o aumento da conta energia e com tendência de alta em 2022, onde segundo a agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a projeção de aumento no preço da energia elétrica para 2022 é de 21%  procura pelos consumidores fugirem da conta é busca por soluções que possam, ao menos, diminuir os gastos com energia elétrica.

  Um dos mercados em franca expansão no Brasil e que acaba sendo uma solução para esse problema é o setor de energia fotovoltaica.

   A partir de um painel de placas solares que é instalado na residência, empresa ou indústria, o sistema fotovoltaico permite que “pequenas usinas” sejam criadas minando a necessidade de uso da energia “da rua”, ou seja, da energia fornecida pela rede elétrica convencional.

  “Ainda existe um pouco de dúvidas quanto à eficiência e retorno desse tipo de energia, especialmente em relação ao uso domiciliar dela, mas, se a conta for feita, a conclusão é que as vantagens são insuperáveis”, relata Fernanda Mildemberger, Analista de Qualidade da Entec Solar, empresa paranaense que fornece esse tipo de tecnologia, da instalação ao monitoramento dos sistemas.

Sempre faça as contas

Os números são os melhores argumentos, sempre. Segundo dados do Boletim Mensal de Energia divulgado pelo site oficial do governo, até meados de 2021, a geração de energia elétrica solar cresceu no Brasil cerca de 67% em relação a 2020.

  Isso porque as pessoas como um todo têm entendido o benefício que esse tipo de sistema traz. É claro que o investimento inicial é mais alto, mas a estimativa de payback (retorno sobre o investimento) é em torno de 3 a 5 anos.

. Mas vale a pena lembrar que esse tipo de sistema tem vida útil de, pelo menos, 20 anos, com baixíssima manutenção. Na Entec Solar, por exemplo, o sistema vem com 12 anos de garantia para as placas solares e 8 anos para o inversor, o que aumenta ainda mais a segurança do cliente.

  Outra vantagem é que o sistema fotovoltaico é passível de financiamento. Dessa maneira, não existem “surpresas” com o aumento da tarifa e com as oscilações de mercado.

  Façamos uma conta básica. Imagine que os 21% de aumento para 2022 sejam efetivados. Isso quer dizer que, se diluirmos esse aumento pelos 12 meses do ano, teremos um aumento médio de tarifa de 1,75% ao mês. Certamente, essa taxa é maior em relação à taxa de financiamento, começando por aí a economia.

Sem contar que você não paga mais a energia “convencional” mensalmente. “Com os financiamentos disponíveis, você consegue pagar boa parte das parcelas com a economia de energia”, explica Fernanda Mildemberger.



Turismo nacional comemora faturamento, mas a variante ômicron pode trazer nova queda

Airton Bulhões,

  O turismo nacional faturou em novembro R$ 14,7 bilhões – aumento de 19,3% em relação a 2020, segundo levantamento do Conselho de Turismo (CT) da Federação do Comércio de São Paulo (FecomercioSP), com base nos dados do IBGE.

   O destaque do mês foi o transporte aéreo, que superou em 63,3% o faturamento de novembro do ano anterior.

  Apesar disso, o faturamento do mês, de R$ 4,3 bilhões, ainda está 19% abaixo quando comparado a 2019. No ano, em 2021, o setor acumulou alta de 23,5%.

  No último bimestre de 2021, a oferta de assentos no transporte aéreo estava próxima à do período pré-pandemia.

  Em um contexto em que a variante ômicron ainda não tomava conta do cenário nacional, hotéis, pousadas e restaurantes também se beneficiaram da oferta superior de voos, dos feriados e da maior confiança da população em viajar.

   No penúltimo mês do ano, o faturamento do grupo foi de R$ 4,4 bilhões – alta anual de 13,1%, porém, ainda 16,8% inferior ao nível anterior a pandemia.


  As atividades culturais, recreativas e esportivas também apresentaram resultados positivos, registrando crescimento de 12,1% para um faturamento de R$ 1,1 bilhão, alavancadas pelos eventos corporativos e sociais.

 O grupo de transporte terrestre, que envolve intermunicipal, interestadual e internacional, apontou alta de 4,7%, subindo 7% no acumulado do ano.

   Como a base de comparação já estava mais alta em 2020, a variação menor não quer dizer que o setor teve um desempenho pior. Pelo contrário, o transporte terrestre foi, em muitos casos, a única opção para o deslocamento entre localidades.

  Por fim, o transporte aquaviário cresceu 11,8%, tornando-se o único segmento que superou o período pré-pandemia, com crescimento de 15,3% em relação a novembro de 2019.

  Por ser relativamente pequeno, com demanda mais local, a atividade não influencia o faturamento geral do turismo.

   No sentido contrário, com queda de 0,7% ficou o grupo de locação de meios de transporte, agência e operadores de turismo. O faturamento no mês foi de R$ 2,5 bilhões.

PERSPECTIVAS

Com a chegada da variante ômicron, o cenário se transformou, e os números de dois meses atrás não demonstram o impacto que a nova onda de covid-19 deve trazer ao setor em 2022.  

  O volume de reservas e as manifestações de intenção de viagens se concretizaram em negócios. Isso animou os empresários do setor.

  É bem possível que os resultados de dezembro sejam também bastante positivos, e a mudança de cenário se dê, infelizmente, nos números de janeiro, por causa da variante ômicron no país.

txK7LbL.jpg

Na praia de Ponta Negra comerciantes clandestinos ilegais tem mesas até nos banheiros

Airton Bulhões,

  . A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb)  faz um belo trabalho combatendo a ilegalidade por gente que não tá nem aí e comete absurdos na orla marítima da cidade  e agora neste final de semana em  Ponta Negra.

  A fiscalização apreendeu cadeiras, mesas, bebidas guardados dentro dos banheiros públicos naquela praia, vejam que disparate. Tudo clandestino sem nenhuma autorização legal por comerciantes que insistem em se fixar com seus negócios burlando a lei..

  A Operação Verão como é chamada entrou com força e  resultou na apreensão de 43 mesas, 142 cadeiras, 49 guarda-sóis e 24 camas de bronzeamento.

   Além de três carrinhos de lanche que estavam em local proibido e cinco motocicletas que trafegavam irregularmente pelo calçadão foram recolhidos pelos agentes municipais, além de caixas de isopor com comidas e bebidas, que também estavam alocadas nos banheiros públicos, foram apreendidas.

  Ao todo os fiscais lavraram 14 autos de infração com penalidade de multa e apreensão pelas mais diversas irregularidades em descumprimento ao Plano de Ordenamento de Ponta Negra.

  Entre as ilegalidades: ausência de alvarás, trânsito de motocicletas pelo calçadão, uso de área pública sem autorização, disposição de mercadorias em pontos fixos ao longo do calçadão e muros da Praia, a utilização de mesas e cadeiras na faixa de área em número acima do permitido, e ainda em áreas exclusivas para banhistas, como é o caso das proximidades do Morro do Careca

SAIBA MAIS


  "O objetivo principal da operação é fiscalizar a atividade do comércio informal em um dos principais destinos turísticos da capital potiguar, que neste período do ano atrai um número maior de visitantes. E por isso, atrai também pessoas não autorizadas a atuar na orla com a ocorrência de algumas irregularidades proibidas pelo Plano de Ordenamento de Ponta Negra", explica o supervisor de Fiscalização Ambiental da Semurb, Leonardo Almeida.

O telefone para denúncias na Ouvidoria da Semurb é o (84) 3616-9829, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Ou pelo 190 do Ciosp a noite, nos fins de semana e feriados.

qW613sX.jpg

Construção civil vai crescer 2% em 2022 e aposta em placas de isopor para construir casas

Airton Bulhões,

 Segundo estudo da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), 2021 terá crescimento de 7,6% e para 2022 a entidade projeta alta de 2% se houver expansão do Produto Interno Bruto (PIB) de 0,5% a 1%, portanto mantendo crescimento.

  Essas projeções são confirmadas por representantes do setor, como o engenheiro civil Matheus Moura, da Construtora Vizotto Moura

  “No final de 2021, o setor ficou ainda mais aquecido com a injeção do 13º e o clima de otimismo do mercado com o avanço da vacinação; 2022 já dá sinais de que o crescimento vai ser mantido”, afirma o engenheiro.

Segundo Moura, parte dessa alta é puxada pela construção com métodos alternativos, como os painéis monolíticos de EPS (poliestireno expandido), que se tornaram uma alternativa mais rápida, econômica e sustentável para quem quer construir. 

 “Nos últimos meses de 2021 e já nesse início de ano percebemos um aumento de cerca de 30% pela procura do EPS. Esse é um mercado em plena expansão”, afirma.

  O engenheiro civil explica que a praticidade e o baixo custo são alguns dos atrativos desse tipo de técnica. Esses fatores, diz Moura, devem tornar o EPS cada vez mais popular no Brasil.

   Segundo ele, as construções feitas com placas de isopor ficam em média 10% mais baratas que as convencionais, feitas com alvenaria.

   “Há também uma redução no desperdício de materiais, que em uma obra convencional de alvenaria chega a 40%. Com os painéis de isopor, não passa de 2%”,explica.



Correios retoma chamada de convocados para o programa Jovem Aprendiz

Airton Bulhões,

Os aprovados no Programa Jovem Aprendiz promovido pelos Correios estão chamadas. Houve a suspensão tendo em vista que o processo seletivo aberto em 2020  parou por causa da pandemia.

 As convocações estão ocorrendo em várias cidades de todo o País, de forma gradativa, até que o  número de aprovados seja suficiente para o provimento das vagas publicadas em edital.

  Nesta fase, o candidato precisa conferir se o seu nome está na lista de convocação disponível no site dos Correios (no campo “Editais e Arquivos do Concurso” > “Convocação Comprovação de Requisitos”), em seguida deverá apresentar, por meio do sistema de inscrição, a documentação comprobatória exigida no edital.

  Para comprovação dos requisitos, o aprendiz deverá clicar em “Acompanhe sua Inscrição”, depois em “Página de Acompanhamento”. Em seguida, inserir seu CPF e senha cadastrados, clicar em “Verificar Andamento das Inscrições”, utilizando a opção “Anexar Documentos” para fazer o upload.

   Os arquivos digitalizados deverão ser enviados no formato PDF, JPEG ou JPG e são limitados a 500 kb por documento. O candidato deverá evitar colocar nomes muito extensos nos arquivos, pois podem ser rejeitados pelo sistema.

  Após esta etapa, os aprovados no processo seletivo serão encaminhados para realização do exame médico pré-admissional.

Conforme consta no edital de abertura, é responsabilidade do candidato o acompanhamento das publicações e atos referentes à seleção.

SAIBA MAIS

O programa Jovem Aprendiz dos Correios é uma ação corporativa alinhada às diretrizes da CLT, destinada à contratação especial de aprendizes classificados por critérios socioeconômicos.

   Foram abertas 4.462 vagas, sendo 815 para negros e pardos e mais 660 para pessoas com deficiência.

  A carga horária de trabalho será de 20 horas semanais, com salário entre R$ 516,66 a R$ 716,09 mensais, além de vale-transporte, vale-refeição ou alimentação e uniforme.

UjUCGBh.jpg



Loja da Havan em Natal será inaugurada em abril garante Luciano Hang em visita a obra

Airton Bulhões,

  O empresário Luciano Hang dono de um dos maiores conglomerados de lojas de varejo do País esteve hoje pela manhã, em Natal visitando as instalações da mais nova loja da Havan  que está sendo construída  na BR-101 (próximo a entrada da Cidade Satélite).

  Luciano percorreu todas as novas instalações acompanhado de engenheiros e assessores e recebeu na ocasião o proprietário da DecorAmbientes, Tarso Bulhões (foto) onde apresentou todo o portfólio da loja que será inaugurada em abril.

  Com mais de 100 mil produtos presente em 20 estados e com 163 megalojas físicas a Havan  é uma das gigantes do varejo nacional, além de melhores produtos.

  A próxima cidade do Rio Grande do Norte que poderá ganhar uma loja da Havan será Mossoró.

  Segundo Luciano Hang Natal ganhará uma bela loja além de garantir cerca de 200 empregos diretor gerando renda para o Estado e Município.

 A Havan está no mercado brasileiro há 35 anos e conta com 168 megalojas espalhadas por 21 estados, bem como contabiliza 22 mil colaboradores.

   A unidade em Natal será a primeira no RN e faz parte do plano de expansão da empresa para a região Nordeste.

nRQtQZ5.jpg

Pague Menos segue crescendo e em 2021 inaugurou mais 80 farmácias no País

Airton Bulhões,

  A Pague Menos encerrou o ano de 2021 com a abertura de 80 unidades, elevando seu portifólio para 1.165 pontos de venda. As inaugurações fazem parte da estratégia de expansão orgânica da empresa, que prevê mais 120 unidades até o final de 2022.

  “Inauguramos as 80 lojas conforme o guidance publicado em setembro de 2021, no ano de 2022 teremos outras 120 inaugurações, com ritmo mais normalizado de aberturas”, afirma Mário Queirós, CEO da companhia. 

  A nova safra de lojas segue o direcionamento da Pague Menos de aumentar o adensamento no Norte e no Nordeste – com mais de 80% das inaugurações localizadas nessas regiões – e focadas no cliente das classes sociais B2, C e D (“Classe Média Expandida”).

   O ano passado também marcou a entrada da rede em diversos municípios do interior dos estados como Brasiléia (AC), Gandu (BA), Guaraciaba do Norte (CE), Catolé do Rocha (PB), Coelho Neto (MA), Amargosa (BA), Altos (PI) e Santana do Ipanema (AL), entre outros.  No total, a presença da Pague Menos foi ampliada de 327 para 348 municípios brasileiros.

  Grande parte das novas lojas é equipada com unidades do Clinic Farma e integrada à plataforma omnichannel, em linha com o compromisso da Pague Menos de levar saúde e conveniência aos consumidores com o conceito de um Hub de Saúde integrado.

SAIBA MAIS

  A Pague Menos é a primeira rede do varejo nacional presente nos 26 estados da Federação e no Distrito Federal, desde 2009. Com mais de 20 mil colaboradores, está presente em 348 municípios e conta com 1.165 lojas espalhadas por todo o Brasil, além de u­­­ma plataforma omnichannel, que possibilita ao cliente comprar como quiser e receber seus produtos como preferir.

RycdwGy.jpg

Com mais de R$ 1,3 bilhão em vendas Moura Dubeux se supera e celebra resultados em 2021

Airton Bulhões,

  Marcando presença como uma das maiores construtoras do País a Moura Dubeux ostenta um excelente ranking no seu portfólio de lançamentos de prédios de apartamentos e elogiado pelos seus compradores pelo excelente acabamento e entrega nos prazos.

 Nos últimos doze meses foram 17 empreendimentos lançados no RN, PE, CE e BA, totalizando 972 unidades entregues e valor geral de vendas (VG) líquido de mais de R$ 1.3 bilhão. 

  Atualmente, a MD é uma incorporadora de capital aberto listada no segmento Novo Mercado da B3 (Bolsa de Valores do Brasil) com o mais alto nível de Governança Corporativa.

  Em Natal, no apagar das luzes de 2021 foram lançados dois edifícios residenciais, já considerados sucesso de vendas: Olhar das Dunas e Les Amis (foto) no bairro de Lagoa Nova, projetos que possuem torre única e opções de plantas modernas e versáteis, com estrutura de lazer completa e áreas comuns que serão entregues equipadas e decoradas.

  Para esse ano, já foi anunciado um edifício residencial de alto padrão, no bairro do Tirol, com pré-lançamento previsto para os próximos meses.

   Desde o início das suas atividades no Rio Grande do Norte, em 2007, já foram entregues 28 empreendimentos.

  “Temos uma relação muito especial com o Rio Grande do Norte. A expansão da incorporadora pelo Nordeste começou por Natal, terra que nos acolheu tão bem. Trouxemos projetos arrojados, aliando tecnologia e sustentabilidade. Estamos muito satisfeitos com a receptividade dos nossos novos empreendimentos na cidade e vamos continuar apresentando opções modernas versáteis e de alta qualidade”, explicou o gerente da Moura Dubeux no RN, Wescley Magalhães.

iYTOitA.jpg

Canal Viver Brasil começa a oferecer sua programação abrindo um leque de novas opções televisivas

Airton Bulhões,

   A partir desta segunda-feira em sinal aberto e a cabo, a programação do Canal Viver Brasil. 

  Sediada em Belo Horizonte, a nova emissora é uma criação do grupo VB Comunicação, que começou com a publicação impressa da Revista Viver Brasil, há 13 anos.

 Desde meados do semestre passado, os empresários Paulo César de Oliveira (PCO) e Gustavo César de Oliveira (GCO), passaram a investir na abertura do canal de TV.

   Em agosto passado, começou pelo serviço de streaming pelo Youtube e, a partir de 10 de janeiro de 2022, passará também a ser um canal a cabo oferecido pela operadora Claro/NET no número 527 (em HD) e canal 9 no sinal analógico.

  Dando continuidade e expandido os negócios começados pelo pai, o jornalista Paulo César de Oliveira – o famoso PCO, Gustavo é o mentor do novo canal e mostra ser antenado com a tendência no business da comunicação: o serviço on demand televisivo.

   A programação da emissora já está no ar no Youtube desde 30 de agosto, ao vivo, das 17h às 22h, de segunda à sexta. Além disso, cada programa tem seu episódio salvo na plataforma depois de exibido. 

SAIBA MAIS


  O espectador já vai encontrar um time e tanto de apresentadores e convidados, que já estão no ar com assuntos sobre saúde, bem-estar, agronegócio, entretenimento, autoconhecimento, direito e agitos culturais de BH.

   Os jornalistas Fernando Rocha, Elias Santos e Fabiano Frade estão à frente das atrações: Saúde e Bem-estar, BH Todo Dia e Agro B, respectivamente.

  A master coach Kênia Cheib comanda o Reviver e o Promotor de Justiça Christiano Gonzaga participa como consultor convidado do programa Segurança Jurídica.



Banco do Nordeste negocia dividas com desconto em até 95% até 29 de janeiro

Airton Bulhões,

A campanha de renegociação de dívidas com o Banco do Nordeste segue até dia 29 de janeiro beneficiando produtores rurais, industriais, comerciais e de serviços, de quaisquer portes.

  Quase 70 mil clientes no Rio Grande do Norte, podem receber descontos de até 95% para liquidação à vista de dívidas, envolvendo a dispensa de mora e multa e quaisquer outros encargos de inadimplemento.

Ao todo, o Banco do Nordeste está beneficiando 975 mil clientes em toda sua área de atuação.
  A redução da dívida em até 95% será possível para operações contratadas com recursos internos do BNB.

   O benefício contempla produtores rurais, industriais, comerciais e de serviços, independentemente do porte do negócio, que estejam com dívidas vencidas há mais de dois anos.

  No Rio Grande do Norte, a campanha pode beneficiar 37.381 clientes que possuem operações de crédito contratadas com recursos próprios do Banco.

  Caso o cliente opte por prorrogar a dívida, o novo prazo pode chegar a 48 meses, a depender da situação de cada operação e das garantias apresentadas, com pagamento inicial de 5% a 40% do valor.

Descontos de até 90% em operações do FNE

  A campanha de renegociação também beneficia clientes que contrataram operações com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

 Nesse caso, a redução da dívida de produtores rurais, industriais, comerciais e de serviços, de quaisquer portes, pode chegar a 90% em caso de quitação, além de dispensar mora e multa.

 No Rio Grande do Norte, 31.575 clientes enquadrados nessas condições podem receber o desconto.
  No caso de renegociação de prazo, os descontos variam entre 25% e 50%, a depender da condição da dívida. O tempo para quitação das novas parcelas é de até 10 anos.
  A campanha de renegociações de dívidas com recursos do FNE atende a condições estabelecidas pelo Art. 15-E da Lei 7.827/89 e contempla operações contratadas há mais de sete anos e que estejam vencidas há mais de 180 dias.



Pesquisa da TIM mostra que 46% dos potiguares esperam melhorar vida financeira em 2022

Airton Bulhões,

  Uma pesquisa realizada pela TIM com usuários do Rio Grande do Norte, 46% esperam que a sua situação financeira melhore — em consonância com a estagnação econômica do país e o aumento do custo de vida, com inflação na casa dos 10% nos últimos 12 meses.

    Segundo o levantamento da plataforma TIM Ads, 29% desejam mais saúde e outros 27% querem uma melhora da vida profissional, com a conquista de um emprego ou promoção.

  Perguntados sobre como foi 2021, 47% responderam que o ano foi bom ou ótimo, enquanto 35% o consideraram apenas razoável e 18%, ruim ou péssimo.

  Os pontos positivos foram a aplicação da vacina contra a covid-19 (25%) e o simples fato de ter sobrevivido à pandemia (25%).

   Quanto aos festejos de réveillon, permanece a preocupação com a pandemia: 51% concordam com que haja comemoração, mas com restrições e medidas de segurança, e outros 26% são contra a realização de festas. Já 19% acham que não há problema em haver grandes comemorações.

   Já os planos para 2022 incluem, principalmente, viajar e conhecer lugares novos (31%); fazer novas amizades (20%); a continuidade dos estudos e a conclusão de uma faculdade (18%) e levar uma vida mais saudável com atividades físicas (37%).tpXmKap.jpg




Municípios do Nordeste diminuem investimentos em educação em 2020

Airton Bulhões,

   A suspensão de aulas presenciais como medida de enfrentamento à covid-19 em 202impactou nas despesas com o custeio da área da educação, o que fez com que os gastos com a pasta tivessem o pior desempenho na região Nordeste desde 2002. Os dados foram publicados no anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, lançado no último mês de novembro de 2021 pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) com patrocínio da Huawei e da Tecno It.

   Olinda (PE) teve a pior queda em investimento com a educação entre as cidades selecionadas para análise na região Nordeste, com 22,1% a menos que em 2019. E. seguida, Teresina (PI), com 10,8% a menos; e Arapiraca (AL), que diminuiu 10,3%. Os valores são atualizados pelo IPCA médio de 2020.

     A mudança de rotina nas redes de ensinos pôde justificar esta queda nas despesas, já que houve revisão ou corte de alguns gastos ligados ao custeio das escolas, como a limpeza, transporte escolar, água, luz, telefone, alimentação dos alunos e segurança, bem como os contratos temporários de professores.

  Apesar das quedas, três capitais lideram as maiores despesas entre as cidades selecionadas analisadas: Fortaleza (CE), com R$ 1,55 bilhão; Salvador (BA), com R$ 1,29 bilhão; e Recife (PE), com R$ 937 milhões.

  O estudo mostra ainda que Imperatriz (MA) teve o maior crescimento entre as avaliadas na região, de 38,5%, passando de R$ 224 milhões em 2019 para R$ 310,33 milhões em 2020. Destaque também para Juazeiro do Norte (CE), que aumentou em 19,2%, seguido por Caucaia (CE), que teve uKnQqq85.pngm alta de 2,4% com educação no período analisado.



Natal abre o ano com dois eventos o Fórum de Governança e a 27ª Feira Internacional de Artesanato

Airton Bulhões,

   

  Natal terá agora em janeiro dois eventos: Fórum de Governança, Gestão Pública e Cooperativismo no dia 13 de janeiro, no auditório do hotel Holiday Inn e a  27ª edição da Feira Internacional de Artesanato – FIART  no período de 28 de janeiro a 6 de fevereiro no Centro de Convenções.

  O Fórum é gratuito e tem como objetivo discutir políticas sociais e econômicas para enfrentar a crise fiscal, atravessada por estados e municípios e terá como  tema “Fortalecimento de Empreendimentos Cooperativistas no RN”.

  Na sua programação, palestras com temas: Planejamento, Gerenciamento de Recursos Públicos e o Novo Fundeb; Legalidade e Contratação de Cooperativas Educacionais; Interiorização do Cooperativismo Econômico; Constituição e Fiscalização das Cooperativas no RN, Nova Lei de Licitações e seus impactos nas contratações com o poder público e a Lei de Proteção de Dados (LGPD) e o setor público.

  O evento é uma realização da Cooperativa de Trabalho dos Profissionais da Educação do Estado do Rio Grande do Norte (Coopedu/RN), em parceria com a Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Norte (Ocern), a Cooperativa de Crédito Potiguar (Sicoob Potiguar) e a Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte (Coopmed/RN).

  Para participar do Fórum, basta realizar a inscrição do seu município em: https://bit.ly/3lYxr6M

FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO

  Com o tema “Mãos que entrelaçam o talento às oportunidades”, em 2022, a FIART seguirá parte do modelo da edição anterior, com o uso do universo digital a favor dos artesãos com realização no Centro de Convenções.

   A Feira acontecerá tanto de forma presencial quanto virtual por meio do site www.fiart.com.br – uma plataforma de vendas on-line conectando o cliente com os artesãos em uma verdadeira vitrine digital.

  Durante todos os dias da Feira, além da comercialização do melhor do artesanato do Brasil e de vários países, o público vai poder conferir muitas ações, apresentações culturais e shows musicais. 

A Feira Internacional de Artesanato – FIARTé uma realização da Espacial Eventos e conta com o apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, da Prefeitura do Natal e do Sebrae/RN.

  Expositores interessados já podem reservar seu espaço através do site espacialeventos.com.br.

QLraQc9.jpg



Natal ganha mega loja da Mundo Pet e parque outdoor presente no Norte e Nordeste

Airton Bulhões,

   O mercado pet é um  dos setores que mais crescem no País, apesar de Natal já dispor de vários lojas e ofertas de serviços a cidade ganha mais a Mundo Pet com algumas novidades como opções de lazer pets e seus tutores.

  Essa é a primeira loja da rede no Estado, que tem planos de expansão para 2022, inclusive com unidades além das fronteiras do Norte e Nordeste.
  Nestes primeiros dias de funcionamento, os clientes foram apresentados a esse lugar de encontros de quem ama e respeita os animais.

  Os mascotes da Mundo Pet Natal são uma atração à parte em todas as lojas. Em Natal, são dois poodles gigantes Zezo, que teve o nome escolhido em homenagem ao músico potiguar, e Juliete.
 

  A unidade de Natal já está funcionando na avenida Prudente de Moraes no Tirol com horário das 8h às 21h. Conta com quase mil metros quadrados na parte interna e mais de 200 metros quadrados na área do parque, um investimento de aproximadamente R$ 3,5 milhões.

  A Mundo Pet possui onze lojas nos estados do Ceará, Bahia, Pernambuco, Paraíba e Pará – a loja de Natal é a 12ª – disponibiliza aos natalenses um mix de mais de 10 mil produtos e serviços de alto padrão como: rações, acessórios, medicamentos e fármacos, produtos de higiene e beleza, brinquedos, clínica veterinária especializada em todos os pets, estética para cães e gatos, etc.

  A loja também conta com serviço de entrega e planos de assinatura para produtos que os clientes compram de forma recorrente, que geram descontos e cashback.
  Um diferencial da Mundo Pet está em oferecer para o mercado local uma opção de lazer para tutores e seus pets com o parque outdoor, que conta com brinquedos e equipamentos de agility (de treinamento para cães). Esse ambiente completa o espaço de compras e diversão para toda a família.

ik1HNvO.jpg


SAIBA MAIS

   O Brasil é o terceiro maior mercado pet do mundo, atrás apenas dos EUA e da China. Somente em 2020, o mercado pet brasileiro movimentou R$ 40,8 bilhões. Os dados são do Instituto Pet Brasil, que projeta que ao final de 2021 o setor terá alcançado um crescimento de 22,1% e um faturamento de R$ 49,9 bilhões, impulsionado principalmente pelo segmento de pet food.



Inflação impacta alimentação e o consumo diário para 69% da população do Nordeste

Airton Bulhões,

  Segundo o Radar Febraban (Federação Brasileira de Bancos) a recente alta da inflação impacta a alimentação e o consumo diário para 69% da população da região Nordeste neste final de 2021

 . Os dados são da mais recente pesquisa sobre a economia e o consumo, que entrevistou três mil pessoas em âmbito nacional.

  Abastecer o tanque também está pesando no bolso. A segunda maior preocupação da população do Nordeste sobre a inflação neste final do ano é a alta do preço dos combustíveis (37%).

  O levantamento foi realizado no período de 19 a 27 de novembro. Indagados sobre o que fariam com eventuais sobras do orçamento, os entrevistados responderam que preferem investir em imóveis (36%) ou melhorar a própria educação ou da família (21%).

  “A pesquisa mostra que a inflação volta a ter um peso relevante na opinião pública, à medida que afeta diretamente na compra e na qualidade de vida da população. Por outro lado, sugere também que o desejo dos consumidores é por investimentos considerados conservadores”, aponta o cientista político e sociólogo Antonio Lavareda, presidente do Conselho Científico do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), responsável pela pesquisa.

TmakXHR.jpg


SAIBA MAIS

  O uso do PIX caiu no gosto da população. Desde a sua implantação, há um ano, a aprovação dessa modalidade eletrônica de pagamentos e transferências financeiras atingiu 84% na região Nordeste.

  Cerca de 67% das pessoas na região usam o PIX, e a ferramenta oferecida pelos bancos é a considerada a mais segura do mercado por 27% dos usuários.

  A percepção sobre a segurança do PIX por meio dos bancos leva vantagem sobre a das fintechs (18%).

  Os números indicam que a média de utilização e aprovação do PIX no Nordeste é ligeiramente inferior à média do Brasil.

  Em nível nacional, a mesma pesquisa revela que a aprovação do PIX subiu nos últimos meses: passou de 76%, no início das operações, para 85%, e já tem a adesão de 71% dos brasileiros.

  Entre os jovens de 18 a 24 anos, a aprovação ao PIX alcança quase a totalidade dos respondentes

Sobre o Ipespe

O Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), fundado em 1986, é uma das 















instituições mais respeitadas do Brasil no setor de pesquisas de mercado e opinião pública. E conta com um conselho científico formado por especialistas de diversas áreas, o qual é presidido por Antonio Lavareda, mestre em sociologia e doutor em ciência política.

Sobre a Febraban

  A FEBRABAN - Federação Brasileira de Bancos - é a principal entidade representativa do setor bancário brasileiro. Fundada em 1967, na cidade de São Paulo, é uma associação sem fins lucrativos que tem o compromisso de fortalecer o sistema financeiro e suas relações com a sociedade.

   O quadro associativo da entidade conta com 117 instituições financeiras associadas, as quais representam 98,8% dos ativos totais e 96,6% do patrimônio líquido das instituições bancárias brasileiras.



Governo Federal cria o Sistema Eletrônico de Registros Público desburocratizando mercado imobiliário

Airton Bulhões,

 O Governo Federal editou a Medida Provisória (MP) que cria o Sistema Eletrônico de Registros Públicos (Serp), com o objetivo digitalizar o acervo e os serviços de cartórios no Brasil.

  Com as novas regras, qualquer pessoa poderá ser atendida pela internet para obter informações sobre as garantias de bens móveis e imóveis. Além da possibilidade do envio de documentos e títulos em formato eletrônico.
 

  A MP nasce da consulta e do apoio de diversas entidades do setor, entre elas a ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias),  texto é um alicerce para a desburocratização do Brasil.

  A medida ainda trará uma melhoria no ambiente de negócios com redução de tempo e custos e coloca o País no rol de países detentores das melhores práticas internacionais.

SAIBA MAIS

  O mercado imobiliário foi um dos que mais cresceu, mesmo durante a pandemia, e manteve-se aquecido até o terceiro trimestre do ano. 

  Mesmo com  o aumento da taxa básica de juros, a Selic, impulsionada pela inflação, deve desacelerar o mercado no próximo ano, como um reflexo do cenário econômico.

  Mas, os imóveis continuam sendo considerados um investimento seguro e de valor, podendo gerar lucros a longo prazo, já que a expectativa é de uma retomada no setor em 2023.

mSXeipN.jpg

Lojistas confirmam que vendas do Natal cresceram 10% em relação a 2020

Airton Bulhões,

   Levantamento feito pela ALSHOP (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) em âmbito nacional e lojistas associados que representam cerca de 15 mil pontos de venda, mostra que o Natal de 2021 registrou um aumento real nas vendas de 10% real em relação ao ano passado, mas ainda está distante de alcançar o patamar de 2019.

  A ALSHOP entende que existem ainda alguns fatores que barram um crescimento e entre os principais estão a alta do dólar, inflação, desemprego elevado e a falta de confiança do consumidor, a falta de matéria-prima e ainda a questão logística, pois ainda faltam muitos produtos no mercado em vários segmentos. 

  Segundo a ALSHOP, cerca de 123,7 milhões de consumidores foram às compras nesta época natalina, o que é um reflexo direto dos avanços da vacinação contra a COVID-19. Assim, os consumidores voltam aos centros de compra ainda com menor poder de consumo e o panorama é positivo. 

  De acordo com o levantamento, cerca de 77% dos consumidores compraram lembranças como maneira de se conectar com as festividades de final de ano.

   E os presentes mais procurados nesta ocasião foram roupas com 61%, brinquedos 37%, seguido de perfumes, cosméticos e calçados, ambos com 36% e acessórios, opção de 24% dos consumidores. 

“A população está cada vez mais confiante com o recrudescimento da pandemia e os lojistas foram importantes neste processo na aplicação dos protocolos e na luta que empreendemos pela reabertura dos centros de compra”. afirma, Nabil Sahyoun, presidente da ALSHOP. 

Vendas em 2021

As vendas dentro dos centros comerciais projetam cerca R$ 204 bilhões, o que representa um crescimento de 58% em relação a 2020, época em que os empreendimentos estavam afetados pela pandemia, com restrições de público e o ‘abre e fecha’ afetando sobretudo estados como São Paulo que decretaram fechamentos até mesmo durante as festas de fim de ano. Se comparada com 2019, é prevista uma redução de 3,5% das vendas. 

Contratações de temporários

  A fim de atender as altas demandas esperadas para este ano, os varejistas recrutaram 94,3 mil trabalhadores temporários, com o salário médio mensal entre R$ 1.600,00 a R$ 1.900,00, e a taxa de efetivação em média de 14%. 

  Os segmentos que mais contrataram foram vestuário/acessórios/calçados com 57,9 mil vagas, seguido de hiper e supermercados com 18,9 mil vagas, artigos de uso pessoal e doméstico com 11 mil vagas, móveis e eletrodomésticos finalizando com 3 mil vagas. 

  Já os estados que mais contratam foram São Paulo que lidera o ranking com 25,6 mil colaboradores, seguido de Minas Gerais que contrataram 10,7 mil e Rio de Janeiro com 7,2 mil colaboradores. 

OYYRBmW.jpg

Lojas são obrigadas a trocar presente de natal? Veja o diz a lei

Airton Bulhões,

   As expectativas do varejo para as vendas de fim de ano estão altas em 2021. Segundo uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 123,7 milhões de pessoas devem fazer compras de Natal no Brasil, injetando aproximadamente R 68,4 bilhões na economia.

  Acontece que, na maioria das vezes, os produtos adquiridos nessa época são utilizados para presentear outras pessoas. Caso o presente não agrade, a loja é obrigada a fazer a troca do produto? Segundo os especialistas, se o lojista tiver se comprometido, sim.

Uma das estratégias para atrair consumidores e arrecadar o máximo possível é oferecer a possibilidade de troca dos produtos. Segundo o advogado e professor de direito do consumidor do Centro Universitário Newton Paiva , Hugo Bretas, quando faz uma promessa para seu cliente, o lojista é obrigado a cumprir.

"O fornecedor, como regra, compromete-se perante o consumidor com tudo aquilo que divulga e publica, em nome do princípio da boa-fé e transparência. Portanto, se houve o anúncio da loja fazendo uma promessa de trocar os produtos, isso representa um dos elementos que atraíram o cliente, motivo pelo qual, a substituição se torna obrigatória", afirma o especialista.

No entanto, o professor lembra que, sem tal comprometimento por parte do lojista, a troca é facultativa a não ser que haja vícios, avarias e deterioração, seja por conta de uma inadequação ou de algum defeito detectado. O Código Brasileiro de Defesa do Consumidor obriga as lojas a trocarem ou ajustarem os produtos nesses casos.

E-commerce

O comércio virtual deve exercer um papel importante nas vendas desse fim de ano, considerando o aumento de popularidade desta modalidade nos últimos dois anos.

   Segundo o estudo Webshoppers, o e-commerce brasileiro registrou o maior crescimento em 20 anos no primeiro semestre de 2020, com uma alta de 47%.

  Com tantos novos usuários, é esperado que surjam dúvidas sobre a política de troca nesse caso. Mas Hugo explica que as regras são basicamente as mesmas, ou seja, troca obrigatória somente em caso de produtos defeituosos.

  No entanto, o especialista ressalta a existência de um mecanismo específico que, muitas vezes, causa confusão nos consumidores.

   "Diferentemente do comércio presencial, no e-commerce existe o direito de arrependimento. Na prática, isso significa que, independentemente de qualquer defeito ou motivo, o produto pode ser devolvido em um prazo de sete dias, com ressarcimento total do valor pago. Trata-se de um direito conferido ao consumidor, por ter adquirido produtos fora do estabelecimento físico", finaliza o professor da Newton Paiva.



Caixa abre financiamento para clientes na instalação de energia elétrica foto voltaica

Airton Bulhões,

   A Caixa Econômica está disponibilizando novo produto de crédito pessoa física exclusivo para financiar sistemas de geração de energia elétrica foto voltaica.

 Com o Caixa Energia Renovável, o cliente utiliza o crédito para aquisição do sistema próprio de energia e custos de instalação das placas fotovoltaicas.

  Além de proporcionar economia na conta de luz, com o investimento, o cliente também contribui para a sustentabilidade do meio ambiente ao fazer uso de energia limpa e renovável.

  A adoção do sistema de geração de energia fotovoltaica residencial pode reduzir em até 95% o valor da tarifa mensal de consumo de energia

  O cliente pessoa física pode indicar um imóvel próprio ou de outra pessoa, como, por exemplo, um familiar, para a instalação e vinculação da conta de luz.

  O financiamento pode ser de até 100% do projeto, limitado à capacidade financeira do cliente.

   O desembolso para pagamento dos equipamentos é feito diretamente ao fornecedor cliente Caixa. O prazo é de até 60 meses, com carência de até seis meses para o vencimento da primeira parcela.

COMO CONTRATAR

1.  O cliente obtém orçamento com fornecedor para aquisição de sistema de geração de energia elétrica fotovoltaica, podendo incluir custos de instalação, desde que aprovados na mesma nota fiscal;
 

2.  Na agência ou WhatsApp da CAIXA, o cliente solicita a linha CAIXA Energia Renovável, quando é realizada a análise de risco de crédito e capacidade de pagamento;
 

3.  Com a apresentação da nota fiscal e documentação pessoal atualizada do cliente na agência, é liberado o crédito diretamente na conta do fornecedor;
 

4.  O cliente solicita a nota fiscal ao fornecedor, que deve ser cliente CAIXA pessoa jurídica;
 

5.  As parcelas são debitadas da conta do cliente tomador, com prazo total de até 60 meses, podendo incluir até seis meses de carência para início do pagamento.

SAIBA MAIS

. O crédito pode ser solicitado nas agências do banco em todo o país, inclusive por meio do WhatsApp da Caixa -- 0800 104 0104 - com taxas a partir de 1,18% a.m.



Banco do Nordeste dá desconto de até 95% em renegociação de dívidas e para o FNE até 90%

Airton Bulhões,

  

   O Banco do Nordeste  está renegociando dívidas de produtores rurais, industriais, comerciais e de serviços  com descontos de até 95% para liquidação à vista, envolvendo a dispensa de mora e multa e quaisquer outros encargos de inadimplemento, no período de 20 de dezembro a 29 de janeiro.  A redução da dívida em até 95% será possível para operações contratadas com recursos internos do BNB.

  O benefício contempla produtores rurais, industriais, comerciais e de serviços, independentemente do porte do negócio, que estejam com dívidas vencidas há mais de dois anos.
  Caso o cliente opte por prorrogar a dívida, o novo prazo pode chegar a 48 meses, a depender da situação de cada operação e das garantias apresentadas, com pagamento inicial de 5% a 40% do valor.

 DESCONTOS DE ATÉ 90% EM OPERAÇÕES DO FNE
  A campanha de renegociação também beneficia clientes que contrataram operações com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

   Nesse caso, a redução da dívida de produtores rurais, industriais, comerciais e de serviços, de quaisquer portes, pode chegar a 90% em caso de quitação, além de dispensar mora e multa.
  No caso de renegociação de prazo, os descontos variam entre 25% e 50%, a depender da condição da dívida. O tempo para quitação das novas parcelas é de até 10 anos.  A campanha de renegociações de dívida com recursos do FNE atende a condições estabelecidas pelo Art. 15-E da Lei 7.827/89 e contempla operações contratadas há mais de sete anos e que estejam vencidas há mais de 180 dias.



1-20 de 2520