Tecendo o Fio das Palavras

Cuidado

Monique Pimentel,

Como muito bem nos alertou Zack Magiezi (não canso de repetir que sou fã declarada dele): “Meu amor, o mundo está repleto de covardes ... sedutores que não sabem o que significa cuidado. Cuidado”.

Coincidentemente duas amigas me relataram situações bem parecidas essa semana, estavam saindo, ficando e de repente o moço aparece namorando outra e estampando isso nas redes sociais. Decepcionadas, elas me falavam justamente sobre essa falta de cuidado.

E eu não consigo me acostumar com isso. Ainda bem. É tão desanimador ver que cada vez mais as pessoas estão descartáveis, os sentimentos estão voláteis e o amor se liquefazendo. Triste, meus caros.

É covardia sim. O dicionário define como a corrupção da prudência. E é isso mesmo, o cuidado, a empatia que escapam, a falta de coragem de assumir a verdade e encará-la. Minhas amigas me perguntaram o que eu achava que elas deveriam fazer.

As atitudes falam mais que palavras e todos nós sabemos disso, então a atitude dos sujeitos que falo já mostram que são pessoas fracas, frágeis e certamente tiveram medo da profundidade das minhas amigas.

Então, talvez o melhor a fazer, é silenciar diante da pequenez do outro. E ter cuidado, muito cuidado com essa sedução “rasa”, que só pessoas profundas sabem reconhecer.

E o que anima meu coração e me dá pontinhas de esperança no ser humano, é que tenho o privilégio de conhecer essas pessoas profundas, essas pessoas que não se diminuem diante da pequenez do outro, que não se acovardam e sabem sair elegantemente de situações como essa.

Mas, não custa nada alertar mais uma vez: Cuidado!


A+ A-